Wladimir Garotinho debate clima semiárido da região e explica projeto de lei no Rio Agro Coop

“O semiárido como novo regime climático do Estado do Rio: marco legal e iniciativas”. Esse foi o tema de uma das principais palestras do Rio Agro Coop 2019 que contou com as participações do deputado federal Wladimir Garotinho e do pesquisador da Universidade Estadual do Norte Fluminense, José Carlos Mendonça. O Rio Agro, realizado nesta quinta-feira (23.05), em Campos dos Goytacazes, é uma iniciativa do Sistema OCB/RJ e da Cooperativa Agroindustrial do Estado do Rio de Janeiro (Coagro). O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, prestigiou o evento.

Durante sua participação como palestrante, o deputado federal Wladimir Garotinho destacou a importância da luta pelo fortalecimento do setor produtivo do Rio de Janeiro e explicou o seu projeto de Lei (1.440/19), que classifica o Norte e o Noroeste Fluminense como áreas de semiárido e cria um Fundo de Desenvolvimento Econômico. “Uma das prioridades do meu mandato é buscar mecanismos institucionais para o desenvolvimento dos municípios da região. A lei será divisor de águas em benefício do homem do campo, gerando investimentos e empregos no setor”, explicou.




De acordo com Wladimir Garotinho, apesar de o Estado do Rio de Janeiro estar localizado no litoral, os padrões climáticos do Norte e Noroeste Fluminense são típicos de regiões secas, o que contribui negativamente para o desempenho das atividades agrícolas naquela região. Em Campos, por exemplo, o índice de aridez é crescente e o percentual de umidade vem decrescendo ano a ano. “O problema da estiagem é tão sério que nos últimos anos diversos municípios já decretaram estado de calamidade pública mais de uma vez”, afirmou. “Estou certo de que, quando a lei for aprovada, além de beneficiar milhares de agricultores da região, vai dinamizar a economia local e a consequente criação de mais empregos”, completou.

- Anúncios -
- Anúncios -

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.