Campos

Wladimir Garotinho em conversa interceptada: “Mamãe não tá nem ai, cara. Fica tranquilo!”

A justiça retirou o sigilo das interceptações telefônicas realizadas durante a operação “Chequinho”, onde as escutas foram utilizadas nas investigações das denúncias do Ministério Público Estadual. Nas gravações, o filho do casal Garotinho deixa claro como era realizada a negociação de cargos no governo. Confira abaixo algumas conversas transcritas:

A primeira conversa é de Wladimir com um homem identificado como Leonardo. Na conversa, os dois tratam de uma exoneração de cargos comissionados que foram supostamente indicados pelo vereador Neném.

Transcrição de conversa entre Wladimir e Leonardo:

LEONARDO – Irmão!
WLADIMIR – Fala, campeão!
LEONARDO – É rápido, é só uma orientação. Eu já estudei bastante essas planilhas aqui, tô preocupado com algumas coisas, mas é pra discutir nós dois pessoalmente. Amanhã você me liga quando tiver horário vago. Outra coisa: como é que vai ficar… duas perguntas: as situações dos RPA’s de NENÉM… recebe direto com FÁBIO RIBEIRO? Porque eles vão ficar me pressionando amanhã lá, os RPA’s…
WLADIMIR – Da própria Fundação?
LEONARDO – É, mas de NENÉM, né! Que muita gente entrou agora na época da eleição, de NENÉM. Muita gente! RPA! Os DAS seu pai já resolveu agora lá no telefone com quem nomeia e quem exonera, eu vi lá. Ele resolveu. Agora: e os RPA’s?
WLADIMIR – Levanta pra mim todo mundo e manda por nome e lotação.
LEONARDO – Tá.
WLADIMIR – Inclusive…
LEONARDO – Ok.
WLADIMIR – Inclusive nas vilas que estão funcionando, que é a do Parque Guarus e a do Jardim Carioca…
LEONARDO – Hum…
WLADIMIR – Pega a relação dos funcionários com as indicações, que a gente vai ter…
LEONARDO – Tá bom. Tá bom. Lá no… lá no Parque Guarus é o irmão de MAGAL?
WLADIMIR – Eu acho que o chefe é o irmão de MAGAL.
LEONARDO – É.
WLADIMIR – Mas eu acho que DOUGÃO tem a relação dos funcionários. Eu só não sei se ele tem com as indicações.
LEONARDO – Tudo bem. Outra coisa: é… refleti bastante aqui, seu pai e sua mãe me deram até amanhã pra mim resolver (sic) a pessoa que vai ser a pessoa de confiança em relação a assinaturas e essas coisas todas lá…
WLADIMIR – A assinatura… Mas tem que ser uma pessoa que saiba pelo menos montar processo…
LEONARDO – Sim. Mas as duas que montam processo são os as duas que trabalham lá, que é VILMAR e CARLINHA. Na verdade, o Diretor Financeiro da Fundação sempre foi… fictício! É… entendeu? E eu tenho um ótimo relacionamento tanto com VILMAR tanto com CARLINHA, e eles são pessoas maravilhosas, você pode ficar certo disso. É… mas esse diretor financeiro, pra me ajudar e a me orientar em relação a algumas coisa ali dentro, WLADI, é… não é no sentido de que ele tava ali de standby, tocando a vida dele, entendeu? É por causa do sítio, as coisas dele… Mas eu não abriria mão, não abriria mão… pra me tranquilizar em relação ao meu pai…  O que que cê acha?
WLADIMIR – Rapaz, mas eu não sei se pode nomear dois da mesma família na…
LEONARDO – É, tinha… tinha essa preocupação, porém… porém… Na verdade, o estatuto da Fundação nunca foi seguido, né?!
WLADIMIR – É…
LEONARDO – Nunca foi seguido.
WLADIMIR – Eu vou ter que perguntar a papai.

Em outra conversa grampeada, Wladimir negocia com um vereador um voto para uma possível eleição para presidente da Câmara de Campos.

Transcrição de conversa entre Wladimir e vereador eleito não identificado:

Wladimir – Mas deixa eu te perguntar uma parada aqui: como é que você tá vendo isso, esse negócio da eleição da mesa, como é que você tá pensando em se posicionar aí?
HNI – Ô, WLADI, é… Rapaz, tá todo mundo muito indefinido, né cara? Não tô falando nem em nomes, não. Não tem… THIAGO é que me procurou… dizendo que ele é candidato…
WLADIMIR – Alô?!
HNI – Oi, WLADI, tá ouvindo?
WLADIMIR – Agora eu tô, agora eu tô ouvindo. Fala aí.
HNI – Olha só.
WLADIMIR – Ãh…
HNI – Rapaz, é… THIAGO até teve comigo… hoje.
WLADIMIR- Qual THIAGO?
HNI – VIRGÍLIO.
WLADIMIR – Ah, KELLINHO… Tá
HNI – Teve comigo hoje aqui, e eu me dou bem com THIAGO pra caramba. Aí ele tá dizendo que ele é candidato, não é isso?
WLADIMIR – Ele é um dos que querem ser candidatos, né… Tem um monte de candidato querendo ser!
HNI – Mas você me pergunta assim: “E aí, como é que tá?” Não sei, tá tudo muito doido, né, tudo muito indefinido… O cenário muda todo o dia aí, mas… Eu até liguei pro sei pai, queria falar com ele aí… Mas deixa passar essa semana aí também, acho que seu pai tá com a cabeca a mil… A gente se fala com calma aí. Mas vambora… A gente se fala aí…
WLADIMIR – É que tinham… tinham me dito que cê tava formando um grupo aí de… de cinco, que num sei quê…
HNI – Não… Eu, GENÁSIO, ENOQUE e MARCELO conversamos entre a gente… Primeiro, começou eu e GENÁSIO.
WLADIMIR – Ãh-ãh. Pô, retribui a papai o que ele te ajudou, ai, cara!
HNI – Rapaz…
WLADIMIR – Mas… qual o motivo de você tá junto…
HNI – Rapaz… Deixa eu te falar… Em algum momento eu falei que eu não ia retribuir?
WLADIMIR – Mas qual o motivo de você votar junto com GENÁSIO?
HNI – Rapaz, você não quer o voto de GENÁSIO, não?
WLADIMIR – Não, não tô dizendo que eu não quero o… mas qual o motivo de ter que ter o voto de GENÁSIO? A gente não precisa dele pra ganhar se você vier, se outras pessoas que a gente quer que ajudem a gente vier (sic)… não precisa do voto dele… Porque GENÁSIO não foi correto nem com papai… até hoje. Entendeu? E eu vou ter que… infelizmente, ser obrigado a tirar ele agora porque ele tinha um combinado comigo que ele não cumpriu. Eu vou ser obrigado a tirar ele! Eu não tenho nada com GENÁSIO, não…
HNI – WLADI!
WLADIMIR – Eu até gosto dele, me dou bem com ele, mas…
HNI – Deixa eu te falar.
WLADIMIR – Nem me atender ele me atende mais!

Em uma outra conversa com um homem identificado como NELSON, Wladimir negocia a nomeação de um cargo de DAS. Nelson teria perguntado a Wladimir se não seria melhor avisar a sua mãe, Wladimir responde “Rapaz, mamãe não tá nem ai, cara.”

Transcrição de conversa entre Wladimir e Nelson:

NELSON – … aí quem tá lá? PANELÃO. Primeira coisa que ele virou pra mim e falou assim: “Sua mulher entrou com atestado”. Eu falei: “Entrou”. “Eu vou mandar pra perícia”. Eu falei: “Não precisa dar esse trabalho, não, ela já passou… ela já passou pela perícia. Ela já passou pela perícia.”
WLADIMIR – Mas pra que isso?!
NELSON – Não sei. Aí ele virou e falou: “É, eu vou mandar tirar o DAS dela!” Eu falei: “Eu acho que você não pode, não, porque ela tá em perícia”. Mas até vi com JOILSON e parece que pode sim. Aí ele: “É, eu vou mandar tirar o DAS dela”. Eu falei: “Oh… fica à vontade”. Entendeu? Na época de CECÍLIA, né…
WLADIMIR- Não vai tirar nada…
NELSON- E você, que eu pedi na época… O quê?
WLADIMIR – Vai tirar nada, não. Isso ele não consegue tirar, não, fica tranquilo.
NELSON – Tá, mas não é bom você alertar sua mãe, não?
WLADIMIR – Não… Rapaz, mamãe não tá nem aí, cara. Fica tranquilo.
NELSON – Mas se ele pedir a ela pra botar outra pessoa?
WLADIMIR – Vai me pedir, não tem nem como nem falar com mamãe, cara! Mamãe tá fora do ar. Fica tranquilo.
NELSON – Entendi. Mas você não quer dar um toque nele, não?
WLADIMIR – Pode deixar que eu falo direto na publicação, lá. Fica tranquilo.
NELSON – Você fala direto na publicação?
WLADIMIR – Falo.
NELSON – Quer que eu te mande o nome dela pelo whatsapp?
WLADIMIR – Não, não precisa, não, fica tranquilo.
NELSON – Quer não? Depois eu mando pra você, não quer não?
WLADIMIR – Não precisa, rapaz! Relaxa! Fica tranquilo.
NELSON – Então tá bom, tô contando com você, hein!
WLADIMIR – Tá bom. Fica tranquilo.
NELSON – Tá bom, que o DAS foi você quem deu!
WLADIMIR- Pode deixar.
NELSON- Entendeu? Ele não sabe. Eu falo com ele que é de CECÍLIA. Ele não sabe… entendeu? Mas foi você quem deu naquela época…
WLADIMIR – Já tô com muito problema pra nego ficar querendo arrumar outro!

Comente com o seu Facebook

To Top
error: Conteúdo protegido.