BLOG DO GUSTAVO MATHEUS

Opinião, artigos e bastidores da política

Wladimir Garotinho e Rafael Diniz: O abraço dos afogados

Quem não foi ao ato em defesa dos royalties aos municípios produtores de petróleo, ontem, perdeu um espetáculo de primeira linha. Em cartaz estava a peça “O abraço dos afogados”, estrelando Wladimir Garotinho e Rafael Diniz em uma aula de interpretação ao melhor estilo Stanislavski.

Um show repleto de demagogia, falácia e pantomima, com platéia paga, mas que não recebe e aplausos patrocinados pelo homenageado da noite, os moribundos royalties. A “Campos para além dos royalties” prometida pelo canastrão candidato Rafael deveria se chamar Campos para além da Demagogia pelo Rafael prefeito, apelidado de assassino de promessas, exterminador do futuro.




O deputado Wladimir passou a semana inteira dizendo que o prefeito era responsável pela prisão dos seus pais, que tudo não passava de perseguição política, para dois dias depois abraçar quem persegue seus pais. Paradoxal, no mínimo.

Se os pais de Wladimir deixaram nossa cidade no buraco, o governo Diniz acabou de enterrar. E o abraço dos representantes dos piores grupos que já governaram esta cidade é a última pá de cal.

E pra encerrar à noite, selada com um afago dissimulado, durante o abraço dos afogados, Garotinho fazia uma live no Facebook bradando aos quatro cantos que Rafael foi responsável pela sua prisão. Enquanto o pai atacava, o filho abraçava.

Relacionados

ÚLTIMAS POSTAGENS

error: Conteúdo protegido.