Witzel flexibiliza funcionamento do comércio no estado

O governador Wilson Witzel (PSC) alterou parte do decreto sobre o funcionamento do comércio no estado durante a pandemia do novo coronavírus (covid-19). Desde o dia 17 de março, com a decretação do estado de emergência no Rio, apenas os estabelecimentos com serviços essenciais podiam abrir.
A partir de agora, todo o comércio está liberado, desde que funcione apenas fazendo entrega a domicílio ou no esquema drive thru. Ou seja, não é permitido o atendimento presencial, salvo nos estabelecimentos já definidos como essenciais.
A mudança foi publicada em edição extraordinária do Diário Oficial do estado, nesta segunda-feira.
Veja os serviços essenciais autorizados a funcionar (sem aglomeração)
. Supermercados e demais estabelecimentos que se destinam à venda de alimentos, bebidas, materiais de limpeza e higiene pessoal
. Lojas de conveniência
. Açougue e aviário
. Padaria
. Lanchonete
. Hortifrúti




- Advertisement -
- Participe -
- Anúncios -

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.