fbpx

#SigaOCLICK

Volta de 100% de público na Neo Química Arena anima Corinthians por reação

MAIS LIDAS

Depois de quase um mês atuando com a presença parcial de seu torcedor, O Corinthians volta a jogar nesta segunda-feira, às 21h30, com a capacidade máxima de seu estádio permitida. Diante da lanterna Chapecoense, o time de Sylvinho contará com o apoio em massa da Fiel, que lotará a Neo Química Arena esperando ver a equipe reagir no Brasileirão.

Pelo protocolo elaborado pelo governo paulista de retorno do público aos estádios, os clubes estão liberados a venderem a carga total de ingressos para duelos a partir do dia 1º de novembro, esta segunda. O Corinthians adiou sua partida com a Chape justamente para ter logo a presença em peso de seus torcedores. Até o último sábado, dia 30, 34 mil bilhetes haviam sido vendidos. A Neo Química Arena comporta 49 mil torcedores e a expectativa é de que mais de 40 mil assistam à partida válida pela 29ª rodada.

O Corinthians atuou duas vezes com público e em ambas a Neo Química Arena foi autorizada a receber até 30% de sua capacidade somente. Saiu de campo vitorioso nas duas partidas, vencendo o Bahia por 3 a 1 e o Fluminense por 1 a 0. Foram 10.624 torcedores diante dos baianos e 12.045 contra os cariocas.

O Corinthians é o sétimo colocado do Brasileirão, com 41 pontos, e está fora do G-6 pois amargou dois tropeços nas últimas rodadas. Foi derrotado pelo São Paulo no clássico e empatou por 2 a 2 com o Inter no fim de semana passada. A ideia é voltar a vencer para não perder terreno na briga pela pré-Libertadores. O fato de ter levado nove gols nos últimos dez jogos incomoda o elenco, ainda mais considerado que a defesa é a quarta melhor do torneio.

Sylvinho sempre foi vidrado em construir sistemas defensivos sólidos, sua prioridade na chegada ao clube. A defesa vinha bem, mas ultimamente anda sempre dando algum vacilo, como no gol de empate sofrido diante do Inter, na rodada passada, já nos acréscimos. Evitar esses “erros” voltou à pauta.

“A gente está em busca de uma evolução, pois não estamos satisfeitos com o que a gente vem desempenhando defensivamente. A gente quer, sim, ser a melhor defesa do campeonato”, garantiu o jovem zagueiro João Victor. “Nosso objetivo é melhorar o que vinha fazendo de bom”, completou.

João Victor volta ao time titular após cumprir suspensão e retoma seu lugar na retaguarda ao lado de Gil. Com isso, Raul Gustavo retorna para o banco de reservas.

O técnico Sylvinho terá o desfalque importante do goleiro Cássio. O veterano está suspenso e será substituído pelo jovem Matheus Donelli. O meio-campista Renato Augusto permaneceu na parte interna do CT realizando exercícios de controle de carga nos últimos dias, mas não preocupa. O lateral-esquerdo Lucas Piton faz tratamento de um desconforto no músculo posterior da coxa esquerda e está fora.

À BEIRA DO REBAIXAMENTO – A Chapecoense não vence há oito rodadas e amarga a lanterna do Campeonato Brasileiro com 13 pontos, a 20 do primeiro clube fora da degola. Ainda assim, o técnico Felipe Endres – substituto de Pintado – tenta deixar o clima mais leve antes da partida contra o Corinthians.

“Na dificuldade, ao invés de a gente ver o problema, a gente está vivendo uma situação difícil, mas não podemos olhar por esse lado. Temos que olhar como oportunidade. O sonho de praticamente todo o grupo sempre foi jogar uma Série A. É uma oportunidade tremenda para todos desfrutarem”, receitou.

Em relação ao time, Felipe Endres sai do 3-5-2 e volta para a linha de quatro defensores. Assim, a dupla de zaga será formada por Ignácio, que não jogou na rodada passada por questões contratuais, e Joilson. Jordan e Laércio ficam no banco de reservas. No meio-campo, Geuvânio volta de suspensão e garante vaga entre os 11 titulares.

“A gente vai voltar para a linha de quatro. Mas a ideia não é só minha, é da comissão. Mesmo se o Pintado estivesse aqui, era algo que estávamos pensando para o jogo do Corinthians”, explicou o treinador.

Já Bruno Silva, Léo Gomes, Felipe Santana, Perotti, Renê Júnior, Tiepo e Vagner seguem entregues ao departamento médico.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Mais notícias