Vídeo flagra sargento da PM agredindo companheira com socos após ser chamado de ‘palhaço’

Filha do PM, de 7 anos, presenciou agressão após uma festa de aniversário em Campos (RJ). Sargento se entregou nesta segunda (14) com atestado alegando problemas psicológicos.

Um vídeo flagrou um sargento da Polícia Militar agredindo a companheira, de 39 anos, em Campos, após ter sido chamado de “palhaço” na noite de sábado (12).

A vítima, que é corretora de imóveis, disse à Inter TV que estava comemorando o aniversário da filha, de 13 anos, no salão de festas do condomínio onde morava com o sargento.




“Socou muito minha cabeça no chão. Está doendo”, disse a vítima em depoimento na delegacia.

A discussão com o companheiro começou, segundo a vítima, na hora de limpar o espaço, porque não tinha vassoura no local e ele pediu para a enteada buscar em casa.

A mulher afirmou ter dito para o companheiro “você tem que largar de ser palhaço”, porque, segundo ela, era obrigação do condomínio fornecer as vassouras. De acordo com a corretora, o sargento ficou ofendido depois disso.

As imagens mostram o homem desferindo socos contra a vítima tanto no chão quanto contra uma vidraça do espaço de festas.

A filha do sargento, de sete anos, chega a parar para observar a cena. Depois, é levada pelo pai para o elevador, segundo o relato da corretora à polícia. A mulher acionou a PM e fez o registro na Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de Campos ainda no sábado.

Após agredir a mulher, o sargento conseguiu fugir. Por meio de nota, a PM informou que ele se entregou nesta segunda-feira (14) com atestado médico apontando problemas psicológicos.

“O comando da unidade recolheu sua arma e o encaminhou à junta médica, pois o militar apresentou um atestado médico indicando problemas psicológicos. Uma averiguação foi aberta e a delegacia e o Ministério Público foram acionados para a condução dos trâmites legais”, informou a PM.

A Deam informou que as investigações estão em andamento e que foi instaurado inquérito para apurar as circunstâncias do fato. Segundo a Deam, todos os envolvidos serão ouvidos.

A vítima fez o exame de corpo de delito e depois foi para o Hospital Ferreira Machado (HFM). Segundo a unidade, ela está estável e sob observação no repouso do pronto-socorro.

Para a equipe de reportagem, a vítima disse que está com crises fortes de dores da cabeça, além de hematomas nos braços, costas, pernas e com o rosto inchado.

Com informações do G1.

- Participe -
- Anúncios -

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.