fbpx

#SigaOCLICK

Trabalhadores de ‘Rust’ defendem produção de filme onde morreu cineasta

MAIS LIDAS

Alec Baldwin compartilhou uma carta de apoio que recebeu da equipe com quem trabalhou nas gravações do filme ‘Rust’, projeto que terminou após uma tragédia, uma vez que o ator baleou, acidentalmente, dois colegas de trabalho, tendo uma cineasta, Halyna Hutchins, acabado por morrer.

“Esta carta foi escrita pela equipa do filme e da produção de ‘Rust’. Não foi alterada ou influenciada de maneira alguma pelos produtores.

- Advertisement -

Nós, que assinamos, acreditamos que a narrativa pública à volta da tragédia no nosso local de trabalho é inadequada e gostaríamos de expressar uma perspetiva mais adequada da nossa experiência.

Ficamos magoados pela perda da nossa amiga e colega, Halyna Hutchins. Ela foi, durante muitos anos, a coração da nossa produção, e perdê-la afetou cada um de nós. Estamos sofrendo com a perda da nossa união, do nosso espírito, do nosso trabalho. Estamos sofrendo pelos nossos amigos que foram tornados alvos pelo público, enquanto estavam num processo de luto.

Infelizmente, na indústria cinematográfica, é comum trabalhar em produções pouco profissionais e sem ética para ganhar experiência. Muitos de nós trabalharam nesse gênero de produções. ‘Rust’ não era uma delas. Era profissional. Sabemos que nenhum set é perfeito, e como qualquer outra produção, ‘Rust’ tinha áreas brilhantes e outras mais desafiantes.

A descrição de Rust como um local de trabalho caótico, perigoso e explorador é falsa e distrai-nos do que mais importa: a memória de Halyna Hutchins, e a necessidade de encontrar alternativas modernas para lugares mais antigos e práticas mais seguras“, lê-se na carta.

Os membros que escreveram a carta garantem também que a “moral da equipa era boa” e que os momentos de trabalho eram marcados por “gargalhadas e otimismo”, sendo que os produtores sempre estiveram presentes durante todo o processo. 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Mais notícias