Eleições 2018

Thiago Virgílio “desiste” de candidatura e coloca o primo como poste

Condenado pela utilização de Cheque Cidadão em troca de votos na eleição de 2016, com candidatura impugnada pelo MPE, o ex-vereador de Campos Thiago Virgílio (PRP), renunciou à candidatura ao cargo de deputado estadual e nomeou o primo como poste — jargão utilizado na política quando um candidato nomeia outro para o representar, como acontece com Lula e Haddad, por exemplo — na disputa por uma vaga na ALERJ.

Junior Virgílio (PRP), fiel escudeiro do primo, está disputando a eleição com o nome de urna apenas com VIRGILIO. Júnior não possui condenações eleitorais, o que facilita a obter o registro de candidatura e ter os seus votos validados.

Além de Thiago, quem também teve candidatura impugnada no PRP foi o ex-prefeito de Cabo Frio, Alair Corrêa. A Procuradoria Regional Eleitoral no Rio de Janeiro (PRE/RJ) pediu a impugnação da candidatura por causa da longa ficha corrida do ex-prefeito: além de ter as contas de sua gestão reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), ele também respondeu ou responde a 62 (!) processos no Tribunal de Justiça (TJ-RJ), como destacou o MP Eleitoral nas alegações finais.

Comente com o seu Facebook
Thiago Virgílio “desiste” de candidatura e coloca o primo como poste

To Top
error: Conteúdo protegido.