Thiago Rangel abandona disputa pela presidência do PTB em Campos “Não se constrói partido com divisão interna”

O sábado continua agitado nos bastidores da política campista. Após Edson Batista convocar uma assembleia geral com os filiados do partido em Campos, o até então presidente da legenda na cidade, Thiago Rangel, declarou que abre mão de qualquer disputa pelo poder do partido.

Em um publicação em sua rede social, Thiago criticou a postura do partido, que enfrenta uma forte queda de braço entre o presidente estadual Manoel Rampini, e a ex-deputada federal Cristiane Brasil. “Não se constrói partido com divisão interna. Uma legenda precisa se estruturar mediante debate que engradeçam e superação de divergências. Neste quadro de instabilidade não tenho interesse pelo PTB. Isso apequena. Abro mão, porque não toco bumbo para maluco dançar. Prefiro outros caminhos. Estarei comunicando esta minha decisão ao diretório regional”, disse Thiago.




O rumo do PTB no entanto segue incerto. Apesar de Edson Batista convocar assembleia, o seu mandato tampão foi até o dia 1 de janeiro. Após isso, Edson não teria autonomia para convocar eleição no diretório municipal.

 

- Anúncios -

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.
WhatsApp chat