Tesão em Garotinho

Artigo de opinião

Quase 3 anos de “gestão” e o mantra do governo Rafael Diniz é o mesmo, “culpa do casal Garotinho, herdamos uma dívida, isso é da época de Rosinha”.

Ninguém aguenta mais esse discurso transferindo responsabilidade. A gente sabe dos problemas da antiga gestão, Rafael. Foi por isso, inclusive, que votamos em você e não no candidato deles. O senhor, prefeito, obteve quase o dobro de votos que o grupo deles na última eleição. Talvez por isso haja com o dobro de displicência.




Chega de falar de Garotinho, fulaninho e beltraninho. O prefeito é você, mata no peito, assume o problema e resolve. Vai trabalhar!

Que tesão é esse em Garotinho? Essa vontade que você e seu grupo tem em falar o nome do ex-governador já encheu o saco.

A tônica do governo é fechar o olho, morder o beicinho e culpar Garotinho.

A linha é tênue. E a distância entre a raiva e o tesão, nesse caso, é a incompetência.

O que não é salutar deve ficar para trás. Sigamos em frente. O que Garotinho precisa é ser ultrapassado, ao invés de constantemente relembrado.

A caneta está na sua mão, Rafael. Escreva alguma coisa, deixe sua marca. Não se faz história com páginas em branco.

- Anúncios -
- Anúncios -

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.