BLOG DO FABRICIO NASCIMENTO

Opinião, artigos e bastidores da política
ClickCampos.com/Fabricio

“Tá na hora do prefeito sair do celular e começar a governar”, critica o único vereador de oposição Marquinho Bacellar

Ameixa-659bc44db0d57fb28.gif

A postura do Prefeito Wladimir Garotinho diante da pandemia do novo Coronavírus não vem agradando a diversos setores da sociedade. Com tom alarmante e pouco resolutivo, Wladimir tem adotado ações que tem gerado grande impacto econômico e que não geraram grande efeito contra o avanço da covid-19 no município.

O único vereador de oposição na Câmara de Campos, Marquinho Bacellar, criticou duramente a forma como Wladimir Garotinho vem gerindo a cidade. Para ele, as ações recentes do prefeito, mesmo que em início de mandato, precisam ser mais coerentes e entender que as críticas são parte do processo democrático.

- Advertisement -

— Eu ouvi de outro vereador que só subo na tribuna para ‘criticar e tumultuar’ o governo Wladimir, mas afinal, sou eu que tumultuo o governo? Só eu que critico? Os vereadores da base precisam entender que quem tumultua o governo é o próprio prefeito. Eu estava lendo as notícias apenas dessa semana, e pude refletir. Qualquer pessoa que tem o minímo censo crítico vai reprovar as ações do governo. Tivemos manifestantes cobrando a entrega de 772 casas lá no Aeroporto. Teve manifestação de comerciante, manifestação de marisqueira, em um dia só foram 4 manifestações espalhadas pela cidade pelo simples fato do prefeito não honrar com a própria palavra -, disparou o vereador.

Que continuou. “Essa semana saiu a notícia de pessoas tapando buracos de ruas com as próprias mãos, mas em dezembro, antes mesmo de assumir, Wladimir anunciava uma verba de R$ 8 milhões para tapa-buracos no município. Eu não vi essa verba sendo utilizada em lugar nenhum. Cadê esse dinheiro? Falando em milhões, foi publicado no Diário Oficial um contrato de quase R$ 11 milhões para Iluminação Pública para uma empresa que já é investigada pela Polícia Federal por superfaturamento, valor 60% maior do que era pago por Rafael Diniz. É bom lembrar que tinha vereador oferecendo moção de aplausos para o subsecretário de Iluminação Pública pelo ‘excelente serviço prestado'”.

O parlamentar também cita a crise da vacinação, onde profissionais da Saúde alertam para o risco de expirar o prazo para tomar a segunda dose da CoronaVac. “Deixo claro, quem diz isso são os profissionais da Saúde. Por incapacidade de organizar uma vacinação, a Prefeitura corre o risco de ter que dar novamente a primeira dose nos profissionais da Saúde, o que seria praticamente jogar as doses anteriores no lixo”, destaca.

O vereador concluiu, “Afinal, será que todos os setores querem sabotar e tumultuar o governo? Está na hora do prefeito parar com o vitimismo, largar o celular e começar a trabalhar. Está mais do que provado que a culpa não é do comércio, a culpa não é das igrejas e nem das academias. A culpa está em alguns indivíduos que são irresponsáveis e que tem que ser penalizados. Temos que flexibilizar mais e fiscalizar ainda mais. Não adianta sancionar lei que multa quem descumprir as restrições se ninguém é punido. Estamos penalizando quem é correto e passando a mão em quem prejudica todo mundo. Vamos parar de criar pânico na cidade parar de criar pânico e vamos começar a agir, porque você foi eleito para isso”, finalizou o vereador.

Atualmente o prefeito tem em sua base na Câmara 24 vereadores. Marquinho é o único dos 25 eleitos na oposição.

Relacionados

ÚLTIMAS POSTAGENS