SJB assina memorando com o Instituto Butantan para a compra da vacina Coronavac

A prefeita de São João da Barra, Carla Machado, assinou nesta quinta-feira, 17, com o Instituto Butantan, um memorando de intenção para a compra de 60 mil doses da vacina Coronavac. A Secretaria Municipal de Saúde também fez contato com a Fiocruz, responsável pela produção da vacina da Universidade de Oxford, e acompanha a evolução dos testes da Pfizer, que já está sendo aplicada de forma emergencial em quatro países. Segundo a secretária municipal de Saúde, Arleny Valdés Arias, todas as frentes estão sendo acompanhadas para que seja escolhida a opção mais rápida e segura.

A Prefeitura também anunciou a compra de 11 câmaras biológicas, que devem chegar até o final do mês, para o armazenamento das vacinas.

- Advertisement -

— Estamos tomando todas as providências e procurando todas as vias, preenchendo os documentos necessários. As três vacinas estão na terceira fase para aprovação. E todas elas têm algum contato com o Brasil. Nós estamos acompanhando todas essas frentes para iniciar, de forma mais rápida possível e mais responsável também, de acordo com o ministério da Saúde e com a Anvisa — explica Arleny.

A prefeita Carla Machado ressaltou que enquanto estão sendo tomadas todas as providências para que a vacinação comece no município assim que houver a autorização da Anvisa, a Prefeitura segue atuando nas medidas de prevenção e de combate à Covid-19. O município conta com um centro para cuidar especificamente da pandemia e de um hospital de campanha, o único da região, para tratar os pacientes, além de um centro de reabilitação para os pacientes recuperados, o segundo a ser implantado no Estado do Rio.

— A saúde da população é nossa prioridade desde o início da pandemia. Adquirimos equipamentos, montamos uma estrutura completa e adotamos uma série de medidas para controlar o avanço da doença. Tivemos que suspender as programações oficiais de Réveillon e do verão, o que certamente impacta ainda mais a economia, mas neste momento é preciso proteger vidas. Por isso nosso pedido à população para que colabore, evitando aglomerações, usando máscara, cuidando da higienização das mãos e dos ambientes. A vacina está chegando e vamos vencer a pandemia, mas ainda precisamos muito manter os cuidados — disse Carla.




MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.