Servidores estaduais insatisfeitos com a atual gestão e a forma que o governador Luiz Fernando Pezão dividiu o 13°, farão no próximo dia 2 um manifesto e uma possível greve geral é articulada.

O MUSPE(Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais), irá realizar um ato protesto contra o governador Luiz Fernando Pezão. Segundo os responsáveis, a pauta cobrará o pagamento integral das parcelas que ainda restam do 13º salário e o retorno ao calendário antigo de pagamento, além de incluir críticas à proposta de alterar a Previdência Estadual.

Os líderes de categoria se movimentam para que seus grupos decidam, nos próximos dias, pelo estado de greve. A ideia é que o funcionalismo faça uma paralisação de advertência, por 48 horas, até o dia 4 de março. O passo seguinte será decretar greve geral no Estado.
Comente com o seu Facebook
COMPARTILHAR