Banner-720x91_1.gif

Senadores ouvem laboratórios e destacam número insuficiente de vacinas

-

- Siga o nosso Instagram -

O Senado ouviu, nessa terça-feira (23), representantes de laboratórios desenvolvedores de vacinas contra covid-19 ou de parceiros brasileiros dessas empresas. Foram ouvidos diretores da Pfizer, da Janssen, da Bharat Biotec, da Precisa, da Sputnik V e da Fiocruz. Os senadores ficaram preocupados com o que ouviram, pois, segundo estes diretores, muitas vacinas encomendadas pelo governo brasileiro não devem chegar no primeiro semestre.

“Essa audiência comprovou aquilo que já suspeitávamos e temíamos: não teremos vacinas suficientes e a tempo para acabar com essa carnificina. Estamos vivendo momentos dos mais difíceis, tenebrosos. Não temos leitos, não temos UTI, não temos oxigênio, não temos insumo. Está faltando caixão”, disse Simone Tebet (MDB-MS).

- Informe Publicitário -

Tasso Jereissati (PSDB-CE) também lamentou a falta de uma entrega substancial de vacinas neste momento, em que o Brasil registra dezenas de milhares novos casos por dia, além de mais de 3 mil mortes nas últimas 24 horas. “Cheguei nessa reunião na expectativa de ver uma luz no fim do túnel, mas estou saindo muito desanimado”.

- Informe Publicitário -

Senadores ouvem laboratórios e destacam número insuficiente de vacinas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Informe Publicitário -

MAIS LIDAS

Leia tambémRELACIONADAS
Destaques