BLOG DO GUSTAVO MATHEUS

Opinião, artigos e bastidores da política

Senado aprova lei que já existe em Campos mas não é aplicada pela secretaria de Saúde

A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado aprovou nesta quarta-feira um projeto que concede aos doadores regulares de sangue o direito de meia-entrada em eventos culturais e esportivos. Será preciso comprovar um mínimo de três doações no período de um ano para ter acesso ao benefício. A proposta foi aprovada em caráter terminativo, ou seja, irá direto para a Câmara, sem passar pelo plenário, se não houve recurso.

Acontece que a lei já está em vigor no município de Campos desde 2017, ou na verdade, deveria estar. Na verdade essa lei é um dos principais motivos do desgaste entre o vereador Igor Pereira e o governo municipal. Em maio Igor utilizou a tribuna da Câmara para fazer duras críticas á gestão do prefeito Rafael Diniz, onde confessou que estava decepcionado com o governo principalmente por vereador não ser respeitado.




A luta de Igor é que a secretaria de Saúde instale uma impressora para confecção das carteirinhas dos doadores. O mero detalhe vem impedindo que a lei seja colocada em prática há dois anos.

— Infelizmente, apesar de aprovada há mais de dois anos, até hoje a Secretaria Municipal de Saúde não produziu as carteiras para ser entregue aos doadores. Agora, com a posição do Senado, o assunto estará obrigatoriamente em pauta e terá que ser adotada. — publicou o vereador em sua rede social.

Relacionados

ÚLTIMAS POSTAGENS

error: Conteúdo protegido.