Seleção brasileira corta mais dois lesionados e segue à espera de Neymar

A comissão técnica da seleção brasileira anunciou mais duas trocas na lista de convocados do técnico Tite para os jogos contra Venezuela e Uruguai, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo do Qatar de 2022. Os zagueiros Felipe e Diego Carlos foram convocados nas vagas de Rodrigo Caio e Eder Militão.

O zagueiro do Flamengo se recupera de uma lesão na panturilha e o atleta do Real Madrid foi diagnosticado com Covid-19. Ao todo, Tite soma quatro cortes em relação à lista original. Coutinho e Fabinho, lesionados, foram substituídos por Lucas Paquetá e Allan, anteriormente.

- Advertisement -

NEYMAR

Outro grande problema de Tite é Neymar. O jogador mais importante da Canarinho se recupera de uma lesão no adutor, mas ainda não foi cortado. A ideia da comissão técnica é esperar o camisa 10, uma vez que considera essa rodada dupla uma das mais importantes. O segundo jogo, por exemplo, é contra o Uruguai, fora de casa. A equipe Celeste é um rival direto do Brasil na briga por uma vaga na Copa do Catar.

A situação gerou certo incômodo no técnico Thomas Tuchel, que esperava o anúncio do corte de Neymar imediatamente. Para ele, não faz muito sentindo o jogador se apresentar à seleção brasileira antes de estar recuperado no PSG.

“Honestamente eu acho que não é possível ele jogar (com a seleção). Se ele jogar quer dizer que ele não tem lesão. Mas é uma mensagem ruim porque ele esta machucado. A informação que eu tenho é que ele volta depois da pausa”, disse o treinador do Paris em recente coletiva de imprensa.




MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.