fbpx

#SigaOCLICK

BLOG DO FABRICIO NASCIMENTO

Opinião, artigos e bastidores da política
ClickCampos.com/Fabricio

Secretário de Wladimir trabalha para instituição que já recebeu R$ 24 milhões da Prefeitura em 2021

A gestão do prefeito Wladimir Garotinho já deu a sua cara. Após 9 meses, fica claro como será o estilo de governar do filho do casal mais tradicional da política de Campos. Licitação com 540% de reajuste no valor, Organização Social com ligação com esquema de hospital de campanha recebendo contrato de R$ 33 milhões por dispensa de licitação, entre muitas outras coisas que deixam qualquer contribuinte desconfiado. Mas sempre aparece uma informação nova, que além de desconfiado, deixa qualquer pessoa desmotivada.

É o caso que vem acontecendo na Secretaria Municipal de Gestão e Recursos Humanos. A pasta que na gestão da mãe de Wladimir teve Fábio Ribeiro, atual presidente da Câmara e que é investigado até hoje por supostos esquemas envolvendo empresas terceirizadas, na gestão de Wladimir tem Wainer Teixeira no comando. Apontado durante as eleições como um dos ‘grandes técnicos’ entre os 114 que Wladimir tinha, o gestor da pasta pode está se metendo em um problema tão grande quanto o do seu sucessor no governo Rosinha.

- Advertisement -

Além do salário de aproximadamente R$ 11 mil que recebe dos cofres públicos municipais, Wainer também acumula a função de Diretor de Recursos Humanos na Fundação Benedito Pereira Nunes (FBPN), mantenedora da Faculdade de Medicina de Campos (FMC), onde segundo fontes do ClickCampos, Wainer recebe cerca de R$ 19 mil por mês. No entanto, a FBPN recebe verba pública, o que teoricamente deveria impedir que Wainer atuasse em uma das duas funções.

Apenas até setembro, a FBPN já tem empenho de receber R$ 28 milhões do Fundo Municipal de Saúde (FMS). O valor é superior em 15% ao que foi pago em todo o ano de 2020.

Cabe destacar a relevância que a FBPN tem para a cidade de Campos, sendo mantenedora de uma das faculdades de medicina mais tradicionais do Brasil. Mas que por se tratar de uma entidade filantrópica, também recebe críticas na mesma proporção, principalmente de alunos, que pagam um alto valor para estudar na instituição.

Mas além de receber salário de uma instituição que recebe verba de uma gestão que ele participa, também é de se considerar o fato de que é humanamente impossível realizar o serviço de maneira integral em dois locais diferentes.

Tentamos contato com a Faculdade de Medicina de Campos, mas não obtivemos respostas.

Deixamos abaixo imagens do Portal da Transparência do município, que comprovam o valor recebido por Wainer e pela FBPN.

Relacionados

ÚLTIMAS POSTAGENS