Secretário de Segurança Pública de Rio das Ostras é preso em operação

O secretário de Segurança Pública de Rio das Ostras (RJ), Paulo Fernando Carvalho Gomes, conhecido como “Carvalhão”, foi preso em flagrante na manhã desta terça-feira (9) durante uma operação que teve o objetivo de cumprir mandados de busca e apreensão em endereços ligados a ele.

Segundo o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), o secretário e Rodrigo Gil, conhecido o “Rodrigo Aranha”, são suspeitos das mortes de três pessoas, ocorridas em 2010. Ainda de acordo com o MPRJ, quatro armas foram apreendidas na casa do secretário durante a ação desta terça e ele foi preso em flagrante.




O secretário passou mal após ser preso e foi encaminhado para uma unidade de saúde.

A operação foi realizada pelo MPRJ, por meio do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco), com o apoio da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI) e em parceria com a Corregedoria-Geral da Polícia Militar

De acordo com a denúncia do MPRJ, os crimes teriam ocorrido no dia 16 de março de 2010, por volta das 14h30, na rodovia RJ-168, na altura de Macaé.

Ainda segundo o órgão, “Carvalhão” e “Rodrigo Aranha” atiraram contra o carro onde se encontravam as vítimas, causando as mortes delas.

“Pelo fato de os crimes terem sido cometidos por meio cruel e mediante emboscada, já que o trajeto realizado pelas vítimas era conhecido pelos denunciados, que as aguardaram em local de pouca circulação e com facilidade para a fuga, o MPRJ denunciou ‘Carvalhão’ e ‘Rodrigo Aranha’ por homicídio triplamente qualificado, com pena prevista de reclusão de 12 a 30 anos para cada crime”, divulgou o MPRJ.

Em nota, a Prefeitura de Rio das Ostras informou que foi surpreendida com a notícia do mandado de busca e apreensão destinado ao secretário.

“Esclarece ainda que não teve acesso ao teor da denúncia encaminhada pelo GAECO/MPRJ deste fato ocorrido no ano de 2010. A Administração Municipal aguardará o desdobramento do caso para tomada de decisão e pronunciamento”, diz a nota do município.

- Participe -
- Anúncios -

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.