Secretário de Saúde do Rio diz que dívida da pasta já está em R$ 168 milhões

O secretário estadual de Saúde do Rio, Fernando Ferry, afirmou ontem que a dívida da secretaria é de R$ 168 milhões. Há pouco mais de um mês no cargo, ao substituir o secretário Edmar Santos em meio à pandemia do cronavírus, Ferry disse, em entrevista ao RJ2, da Globo, que herdou dívidas da gestão anterior.

— A dívida completa da Secretaria estadual de Saúde (SES) é de R$ 168 milhões. Estão atrasados (os pagamentos) porque tem erros contratuais que eu estou herdando da gestão passada — afirmou Fernando Ferry.

- Advertisement -

A secretaria submeteu todos os seus contratos, firmados durante a pandemia de Covid-19, a uma análise de auditores do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Ferry afirmou que mais de 40 unidades de saúde estão com pagamentos atrasados.

— São muitas (com problema de pagamentos), são mais de 40. O dinheiro tem que estar no caixa e, para eu pagar, eu tenho um rito legal. Para pagar as UPAs, as OSs, os hospitais, dívidas com as prefeituras. Esse dinheiro já está em caixa — disse.

Questionado pela reportagem da TV Globo se acredita que há muita lama nos contratos da gestão passada, ele respondeu:

— Isso aí eu não posso julgar para dizer… Mas, se falar como cidadão, não como secretário, acho que tem — afirmou Ferry.

- Participe -

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.