fbpx

#SigaOCLICK

São Paulo recebe o Athletico-PR para melhorar campanha de quarto pior mandante

MAIS LIDAS

Três dos cinco jogos restantes do São Paulo no Campeonato Brasileiro serão disputados em casa. São oportunidades para o time tricolor melhorar o desempenho como mandante, o quarto pior da competição. Até aqui, foram apenas cinco vitórias, oito empates e três derrotas. A equipe de Rogério Ceni enfrenta o Athletico-PR, campeão da Copa Sul-Americana, nesta quarta-feira, às 21h30, podendo ultrapassar o adversário na tabela e subir para a 11ª posição, em caso de vitória.

O São Paulo vem de uma atuação convincente ao derrotar o rival Palmeiras por 2 a 0 na última rodada em um placar que poderia ter sido mais elástico. Essa foi apenas a sexta partida que o time marcou pelo menos dois gols nas 33 rodadas do Brasileirão. O desempenho ofensivo ainda é uma dor de cabeça para o torcedor. É o terceiro ataque que menos fez gols, atrás até da lanterna Chapecoense. Rigoni, que teve bom início no clube, não teve participação em gol nos últimos seis jogos, mas recebeu apoio de Ceni após a vitória tricolor sobre o Palmeiras.

“Ele continua sendo um dos principais jogadores da equipe. Eu atribuo isso à lesão, a volta de contusão é sempre complicada. Ele participou muito mais hoje, tem sido muito útil e tenho certeza que vai ser importante nessa reta final. A valorização de um jogador não se dá só com gol”, avaliou.

O ataque do São Paulo terá mudança no ataque para o duelo contra o Athletico-PR. Ceni contará com o retorno de Calleri. O argentino cumpriu suspensão na última rodada e substituirá Luciano, que passou por cirurgia no punho e ficará longe dos gramados.

A tarefa de vencer o Athletico-PR não será fácil. O clube está apenas na 13ª posição, uma colocação acima do próprio São Paulo, mas teve suas atenções divididas com outras competições ao longo da temporada. Depois de conquistar o título da Copa Sul-Americana, a equipe rubro-negra ainda tem pela frente a final da Copa do Brasil, em dezembro, contra o Atlético-MG.

Dois dos principais destaques do Athletico-PR são o atacante uruguaio Terans e o meia Nikão, que marcou 11 gols – um deles na final do título sul-americano – e deu 12 assistências em 46 partidas no ano. O time paranaense deve ir a campo com seus titulares, mas o técnico Alberto Valentim não deu pistas da escalação.

Nem mesmo Nikão, que foi homenageado na Câmara Municipal de Curitiba com o título de cidadão honorário de Curitiba, deve ser poupado. Mas existem duas preocupações de ordem física. O atacante Renato Kayser está desgastado fisicamente e pode ser substituído por Pedro Rocha. O zagueiro Thiago Heleno levou uma pancada e pode ser substituído por Zé Ivaldo.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Mais notícias