São Paulo confirma primeira morte por coronavírus no Brasil

 O Estado de São Paulo confirmou na manhã desta terça-feira a primeira morte por coronavírus no país. O secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann, e o coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus de São Paulo, David Uip, farão coletiva às 13 horas para falar sobre o primeiro óbito. Estado tem maior número de casos do país: 152 casos confirmados da doença até esta segunda-feira e 1.777 casos suspeitos.

Vítima era um homem de 62 anos e tinha hipertensão e diabetes. A cidade e o tipo de contágio (transmissão local ou no exterior) ainda não foram divulgados.
No Brasil, há 234 casos confirmados desde o último boletim do Ministério da Saúde.
Governo Federal estuda ampliar testagem
O Ministério da Saúde avalia aumentar o número de análises para diagnóstico do novo coronavírus no Brasil, com a importação de testes rápidos. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou ontem a ampliação do número de testes e o isolamento das pessoas consideradas suspeitas de estarem infectadas.

Por enquanto, a pasta informa que continuará a dar prioridade à análise de pacientes com potencial de desenvolver quadro grave em locais que já apresentam transmissão comunitária do vírus. O último levantamento do governo aponta que há no Brasil 234 pacientes confirmados para a doença, ante 200 em domingo (um aumento de 34 casos, ou 17%). O Estado de São Paulo apresenta o maior número de infectados – 152, ante 136 no boletim anterior.

Estado do Rio decreta estado de Emergência
O Governo do Estado do Rio decretou estado de emergência devido à pandemia do novo coronavírus e recomendou a limitação, em até um terço, do atendimento ao público em bares e restaurantes, com a sugestão de que as pessoas comprem a refeição e a consumam em casa. Shoppings centers terão horário reduzido em 30%. As medidas, anunciadas pelo governador Wilson Witzel na segunda-feira, são do Decreto nº 46.973 publicado nesta terça-feira no Diário Oficial do Estado. O Estado do Rio é o segundo com maior número de vítimas e registra 31 casos.
O governador reforça o apelo para que a população não circule: “Faço um apelo, mais uma vez, para a população do nosso estado, principalmente aos jovens. Estamos tentando evitar o que houve em outros países, com muitas mortes, como Itália e Espanha. Se agirmos como outros países agiram, esvaziando as ruas, conseguiremos conter a proliferação do vírus”.
Ainda segundo Witzel, o Governo do Estado vai liberar uma linha de crédito de financiamento no valor de R$ 320 milhões para micro, pequenas e médias empresas fluminenses, com carência de 12 meses. O objetivo da iniciativa é compensar os eventuais prejuízos em virtude da diminuição da atividade econômica no Rio de Janeiro por causa das medidas de contenção ao Covid-19.
Circulação de ônibus interestadual interrompida no Rio
O decreto também proíbe a circulação de ônibus interestadual que venha de estados com circulação do vírus confirmada ou situação de emergência decretada. Também foi determinada a suspensão total ou parcial das férias dos servidores das secretarias de Saúde, de Policia Civil e Policia Militar, de Defesa Civil e de Administração Penitenciária para não comprometer as medidas de prevenção.
Apelo à população do Rio para não circular
O governador e o secretário de estado de Saúde do Rio, Edmar Santos, voltaram a pedir para que a população siga as recomendações das autoridades e se desloquem o menos possível pelas ruas, permanecendo em casa.

“Este é um momento de união e de pensar nos mais velhos, porque eles vão sofrer primeiro. Esta é uma questão humanitária. Por isso, peço ao povo fluminense que se conscientize. Quem pode morrer são os mais velhos, são nossos pais, nossos avós. Por isso, sigam as nossas recomendações e fiquem em casa”, solicitou Witzel.

Redução de lotação nos transportes públicos no Rio
O governador Wilson Witzel (PSC) disse, na manhã desta terça-feira, que vai determinar a redução da metade da lotação dos passageiros nos meios de transportes do estado. A determinação será feita por decreto, que será publicado ainda hoje.
- Advertisement -
- Participe -

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.