fbpx

#SigaOCLICK

Roberto Mancini promete que a Itália vai para a Copa: ‘Talvez a gente até ganhe’

MAIS LIDAS

Depois de depender apenas de suas forças para ir à Copa do Mundo do Catar e falhar com dois empates seguidos nas Eliminatórias da Europa, o técnico Roberto Mancini não perdeu o rebolado no comando da Itália e segue confiante em classificação, agora pela repescagem. O treinador não apenas fala em vaga como até sonha com o título em 2022.

“Precisamos do máximo de tranquilidade até março (data da repescagem). Mas estou muito confiante para os playoffs. Vamos nos recuperar e nos classificaremos para a Copa do Mundo. Talvez até ganhemos a final de Copa”, esbanjou otimismo o treinador.

A Itália não foi para a Copa de 2018, na Rússia, após ficar em segundo nas eliminatórias (a Espanha ganhou a chave) e cair na repescagem diante da Suécia, perdendo fora e empatando em casa. Agora luta para não perder seu quarto Mundial da história.

Os resultados na Itália são, justamente, o grande problema para os tetracampeões. A seleção chegou para essa Data Fifa na liderança e dependendo de suas forças. Em casa, bastava superar a Suíça que colocaria a mão na vaga. Mas empatou por 1 a 1, com Jorginho desperdiçando um pênalti no fim. O brasileiro naturalizado bateu por cima.

Na rodada final, tinha de administrar um gol de saldo em relação aos suíços, mas viu os concorrentes golearem a Bulgária por 4 a 0 e não saíram do 0 a 0 com a Irlanda do Norte. A Itália lamentou não apenas este tropeço, mas outra igualdade, ainda em setembro, diante dos búlgaros. Aquele 1 a 1 em Firenze ainda abala Mancini.

“Era um grupo que a gente deveria ter encerrado antes. Disse aos jogadores que agora não podemos fazer mais nada, temos de jogar as partidas em março e vamos estar preparados”, lamentou Mancini. “A partida contra a Bulgária, em setembro, essas duas rodadas… Poderíamos ter vencido facilmente (a chave), mas também devemos considerar que, nos dois jogos contra a Suíça, perdemos pênaltis (0 a 0 e 1 a 1)”, analisou. “Devemos reencontrar o que fizemos de especial. E, se conseguimos oportunidades, devemos marcar, senão certamente teremos dificuldades.”

Diferentemente de outras edições, a repescagem desta vez na Europa é com grupos. A Itália estará ao lado de outros três rivais. Serão semifinais e finais em jogo único. Atual campeã da Europa, a equipe pode ser uma das cabeças de chave, o que garantiria os duelos como mandante.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Mais notícias