fbpx

#SigaOCLICK

Rios transbordam e deixam cidades alagadas

MAIS LIDAS




Cidades do Noroeste do Rio, são afetadas pela chuva dos últimos dias com o transbordamento de rios que cortam os municípios.

- Advertisement -

As cidades de Porciúncula, Itaperuna, Itaocara, Italva, Bom Jesus do Itabapoana e Santo Antônio de Pádua, registraram alagamentos das ruas e moradores tiveram que sair de suas casas.

O rio Carangola transbordou na madrugada deste domingo (09) e atingiu 6,3 metros às 11h30min, mais de um metro acima do nível de transbordo.

Segundo o município, 45 pessoas tiveram que sair de suas casas. As ruas dos bairros; Ilha, Operário, Centro, Nossa Senhora da Penha e João Braz (em direção ao parque de exposições) estão inundadas, e diversos moradores foram encaminhados aos abrigos municipais.

Ainda segundo o município, na Escola Orlinda Veiga estão abrigadas oito pessoas de cinco famílias e no Colégio José de Lannes estão 37 pessoas de 13 famílias.

Segundo a Defesa Civil de Itaperuna, o nível do rio Muriaé, neste domingo (09) chegou a 4,5 metros.

Ainda segundo a Defesa civil, 13 pessoas estão desalojadas e em casas de parentes.

A Avenida Sá Tinoco, conhecida como a Beira Rio, este está interditada.

Segundo o município, quatro ruas do centro da cidade estão alagadas, o rio Paraíba do Sul marcou 5,1 metros inundando parte do do Bon Valle e a Rua Patápio Silva no Caxias.

Ainda segundo o município, a vazão em Ilha dos Pombos reduziu de 1.820 m³/s às 5h para 1.620 m³/s às 10h deste domingo (09), no entanto, essa redução não chegou a diminuir os alagamentos por causa da chuva.

O alerta máximo está mantido, inclusive para os distritos de Batatal e Portela.

O rio Pomba transbordou às 13h deste domingo (09), alcançando 5,04 metros.



Segundo a prefeitura, um gabinete de crise foi montado para atender as demandas causadas pela chuva.

Bom Jesus do Itabapoana

O rio Itabapoana atingiu a marca de 4,21 metros às 13h30 deste domingo (09), a cota de transbordo, é de 3,10 metros. A cheia já causou inundação no bairro Pimentel Marques e há registro de seis famílias desabrigadas.

Segundo a prefeitura, moradores atingidos pela enchente foram levados para Escola Municipal Sebastião Pimentel Marques.

As famílas atingidas já estão alojadas e recebendo acompanhamento da equipe técnica da SMASH. Já na Usina Santa Isabel, as equipes estavam contabilizando o número de pessoas que vão necessitar de assistência.

Segundo o coordenador da Defesa Civil, sargento BM Júnior, a previsão que o rio suba ainda mais.

“Estamos monitorando o nível 24 horas por dia e, desde sexta-feira (07), não houve nenhuma queda nos números. Se passar dos 5,5m, a água vai atingir o Centro, principalmente pelos bueiros, podendo afetar estabelecimentos comerciais e prejudicar ainda mais a rotina da cidade”, disse o coordenador da Defesa Civil.

O rio Muriaé transbordou e registrou no início da tarde deste domingo (09), 4,50 metros, o limite de transbordo é de 4,20 metros.

Segundo a Defesa Civil, três pessoas foram encaminhadas para alojamentos da prefeitura.

No total oito pessoas estão desabrigadas, 15 desalojadas e 250 pessoas foram afetadas.

Ainda segundo a Defesa Civil, aos poucos a água está tomando as ruas da cidade, existe a previsão que o nível do rio suba mais um metro.

Não há registro de vítimas nessas cidades.

Fonte: g1

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Mais notícias