Rio tem segundo policial militar morto em menos de 48 horas

Em menos de 48 horas, mais um policial militar foi assassinado no Rio. A vítima é o soldado Miqueias Marinho Ribeiro, que era lotado no 16º BPM (Olaria). De acordo com as primeiras informações, o militar foi morto, a tiros, na manhã desta segunda-feira, quando chegava de carro em casa, na localidade Primavera, em Engenheiro Pedreira, Japeri, na Baixada Fluminense.

Esse é o segundo caso de policial assassinado esse ano. O primeiro aconteceu no sábado quando o soldado Daniel Henrique Mariotti, de 30 anos, foi morto por bandidos ao tentar evitar assalto na Linha Amarela, na altura de Bonsucesso.




Segundo a Polícia Militar, o pai da vítima disse que chegou a escutar os disparos, correu para ver o que era e viu o filho já baleado dentro do seu carro, um Fiat Siena prata. Socorrido para a Policlínica Itália Franco, no bairro Santa Inês, o soldado não resistiu aos ferimentos. Ainda não se sabe a motivação do crime. A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) faz perícia no local. Até a publicação da reportagem nenhum suspeito havia sido preso.

A assessoria de imprensa Polícia Militar ainda não comentou o caso. No enterro de Mariotti, no Cemitério Jardim da Saudade, em Sucalap, o governador Wilson Witzel disse que “vai aniquilar e asfixiar organizações criminosas”.

- Anúncios -

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.