BLOG DO GUSTAVO MATHEUS

Opinião, artigos e bastidores da política

Rafael, Wladimir e Bacellar na ciranda do Restaurante Popular

A indicação Legistativa que solicita a reabertura do Restaurante Popular em Campos, proposta na Alerj pelo deputado Rodrigo Bacellar (SDD) “bagunçou” o coreto político da planície goitacá. O efeito esperado era de satisfação e felicidade pelo retorno de um programa social reconhecidamente eficaz. Mas parece que, dentro da política, muita gente ficou chateada com o retorno pelas mãos de Bacellar, que além da Indicação prometeu interceder pessoalmente junto ao governador Witzel (PSC).

Contudo, puxando o “bonde dos aborrecidos”, está o deputado federal Wladimir Garotinho, filho do criador do projeto, Anthony Garotinho. Assessores e pessoas ligadas a Wladimir, aos montes, inundam os aplicativos de conversas e redes sociais atacando a iniciativa e fazendo ilações. O único argumento reproduzível, que foge as ofensas e sugestões rasas, é de que Wladimir teria apresentado um ofício em fevereiro deste ano requerendo o mesmo, a abertura do Restaurante Popular. Porém, ao invés de apoiar a iniciativa de Bacellar, o príncipe do Reino dos Garotinhos invoca os espíritos de seus pais, famosos por não firmarem parceria ou sequer relação de respeito com quem divirja de seu grupo. Enquanto governador, não se relacionava com o presidente, enquanto prefeito não se relacionava com o governador. E por aí vai. Todo este carnaval para chamar de filho um projeto que já é de seu pai. Tamanha mesquinhez não teria outra fonte que não fosse a dos Garotinhos.




Outra fala que pareceu incômoda foi a do prefeito Rafael Diniz, assassino do projeto. Além de dar o braço a torcer, mesmo lutando contra, já que busca incessantemente o apoio de Rodrigo, Rafael ainda cita, enquanto corrobora, um “projeto paralelo” de segurança alimentar que não sai do papel desde 2017. A fala do prefeito chega a ser embaraçosa.

Desde a sua chegada a Alerj o deputado Bacellar soube, com habilidade, fazer a política da boa vizinhança. Além de querido pelos colegas, Rodrigo é o candidato a prefeito de Campos do próprio presidente da Alerj, André Ceciliano, que disse em entrevista estar “convencendo Rodrigo Bacellar a disputar o pleito”. Portanto, com o deputado na jogada, os caminhos para o retorno Restaurante Popular ficam cada vez mais abertos.

E enquanto o prefeito Rafael Diniz vai abrindo as pernas para Rodrigo, sonhando com seu apoio em 2020, o parlamentar vai aumentado o seu portfólio e, quem sabe, discurso para a eleição do mesmo ano.

É de conhecimento popular. Quando a vida lhe dá limões, faça uma limonada. Ao invés de ficar nesta disputa pela paternidade do projeto, Wladimir, filho de quem pariu o mesmo, deveria ser mais uma voz de apoio. Rafael, mesmo contrariado, está tentando fazer a sua limonada.

Quem criou está contra, quem matou a favor… Só a política mesmo.

Relacionados

ÚLTIMAS POSTAGENS

error: Conteúdo protegido.