Destaque

Rafael Diniz cria Conselho Municipal de Combate à Corrupção

O prefeito Rafael Diniz implementou, nesta terça-feira (6), o Conselho Municipal de Combate à Corrupção e à Impunidade dos Agentes Públicos. A ação foi em conformidade com a Lei 8775/2017 e de autoria do vereador Cláudio Andrade, que esteve presente no evento assim como o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Humberto Nobre; o subprocurador, Paolo Pereira; o secretário de Gestão Pública, André Oliveira; o subsecretário de Transparência e Controle, Fernando Loureiro e o presidente do Sindicato dos Profissionais Servidores Públicos Municipais de Campos dos Goytacazes (Siprosep), Sérgio Almeida.
— A população como um todo é a dona da cidade, mas a grande riqueza da máquina pública e o bom funcionamento dela dependem dos nossos servidores.  Esta é uma marca da nossa gestão e uma marca do vereador Cláudio Andrade, mas nossa intenção não é, simplesmente, deixar o nosso nome marcado na história e sim promover ações que marquem a história — disse o prefeito.
O próximo passo para o Conselho é apresentação dos nomes dos integrantes por entidades participantes. A Associação de Imprensa Campista (AIC) também fará parte do Conselho. O órgão será paritário, consultivo, propositivo e investigatório. Também terá a finalidade de sugerir e debater estratégias de combate à corrupção e à impunidade da administração pública, fundações e superintendências. O vereador Cláudio Andrade lembra que a cidade de Campos sofreu com casos de corrupção que marcaram seu nome pejorativamente na mídia nacional.
— Eu gostaria de agradecer ao prefeito pela sensibilidade de dar a Campos dos Goytacazes algo inédito, que é um conselho de combate à corrupção. Campos sofre com uma má fama por várias operações da Polícia Federal, por vários crimes eleitorais, crimes no processo penal que fizeram com que Campos tivesse uma imagem muito ruim fora da cidade. Então, o Conselho vem também resgatar o nome da nossa cidade — comentou.
A Lei nº 8775 também criou o Dia de Combate à Corrupção, que será em 9 de dezembro. A intenção é o desenvolvimento de ações como palestras, seminários, conferências e atividades sociais e de lazer que ajudem na conscientização da população. O presidente da OAB aprovou a iniciativa que poderá servir de exemplo para outros municípios.
— Eu espero que este Conselho seja propositivo e acredito muito na figura do chefe, eu confio muito que você (Diniz) conseguirá traduzir este espírito internamente. Não adianta trazer conceitos e morais externos para a aplicação na nossa casa. Eu acho que você está construindo este conceito interno, este Conselho é uma exteriorização disso. Além de contribuir para a cidade, este Conselho vai servir como referência para os municípios que estão ao nosso redor — comentou Humberto.
Comente com o seu Facebook
To Top
error: Conteúdo protegido.