BLOG DO MAYCON VIDAL

Opinião, artigos e bastidores da política

Projeto do vereador Bruno Vianna que prevê multa para quem furar a fila da vacinação é aprovado

O projeto de lei do vereador Bruno Vianna (PSL) que prevê multa no valor de 25 mil reais para quem furar a fila da vacinação contra a Covid-19 em Campos foi aprovado, por unanimidade, nesta terça-feira (23), na primeira sessão ordinária desta Legislatura na Câmara de Vereadores. De acordo com o projeto do parlamentar mais jovem da cidade, em caso de funcionário público ou reincidência, a multa será dobrada. Já se um agente político cometer o ato, o valor será triplicado.

De acordo com o projeto, em caso de funcionário público ou reincidência, a multa será dobrada. Já se um agente político cometer o ato, o valor será triplicado. Ainda segundo o texto, o valor das multas será investido na compra de novas doses de vacina contra a Covid-19, além na aquisição de insumos utilizados no combate à pandemia.

— Em todo o país, mais de três mil denuncias já foram feitas ao Ministério Público de pessoas que furaram a fila da vacinação. Em nosso estado, cerca de 200 queixas já foram registradas. Por isso, nosso projeto tem objetivo de inibir que isso ocorra em Campos, garantindo o cumprimento da ordem de vacinação, que foi estabelecida por autoridades de saúde. Estaremos garantindo uma intensa fiscalização, desde quem aplica a dose, até o mais alto gestor — destacou o parlamentar.




A conduta de furar a fila, além de ser moralmente condenável, no atual momento é prejudicial à saúde pública do município e deve ser combatida de forma rigorosa. Corroborando com a justificativa do vereador Bruno Vianna para aprovação do projeto, diversos parlamentares usaram a tribuna para destacar a importância dessa lei para o município.

— Estou muito feliz pelo entendimento favorável dos colegas da Casa, que ressaltam como é importante estabelecer punição para quem comete esse ato. Sabemos da ansiedade de toda a população para receber o imunizante, sobretudo das famílias que vivenciaram a dor da perda de um ente querido para esse vírus. Com a sanção desta lei, acredito que o processo de imunização será ainda mais acelerado, sem que haja desvio de vacina — finalizou Bruno Vianna.




Relacionados

ÚLTIMAS POSTAGENS

error: Conteúdo protegido.