BLOG DO FABRICIO NASCIMENTO

Opinião, artigos e bastidores da política
ClickCampos.com/Fabricio

Projeto do deputado Rodrigo Bacellar garante teste que auxilia saúde das crianças a partir dos 3 anos de idade

Foi aprovado pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj) projeto do deputado Rodrigo Bacellar (SD) que dispõe sobre a obrigatoriedade do “teste do bracinho” em crianças a partir dos 3 anos de idade, durante consulta em unidades públicas e privadas do estado do Rio. O teste do bracinho é considerado de suma importância pelas autoridades em Saúde, já que ajuda no combate à hipertensão arterial infantil, doenças cardíacas, doenças renais e complicações renais, cardiológicas e em retina.

Ao explicar sobre o projeto, Rodrigo Bacellar destacou que “quando a aferição da pressão arterial apontar possíveis alterações, a criança deverá ser encaminhada a um atendimento especializado para a realização de exames complementares”.

- Advertisement -

A Organização Mundial de Saúde (OMS) considera a hipertensão arterial um problema de saúde pública, uma vez que o número de casos é crescente. A doença age na surdina, por isso é chamada de “mal silencioso”. Sem fazer alarde, afeta pessoas de todas as idades e condições sociais. “Não poupa as crianças e os adolescentes.

Nos primeiros anos de vida, a pressão alta pode ser a manifestação secundária de alguma doença de base, especialmente de doenças renais, endócrinas, cardíacas e pulmonares, como a apneia do sono, por exemplo. Bebês prematuros e crianças que nascem com baixo peso também estão sujeitas a desenvolver hipertensão arterial secundária”, explica o autor do projeto.

As pesquisas indicam que a elevação da pressão arterial na infância representa fator de risco para que a enfermidade se manifeste mais tarde, na vida adulta. Por outro lado, filhos de pais hipertensos devem redobrar os cuidados com a prevenção desde cedo, porque pressão alta é uma doença hereditária, crônico-degenerativa que ataca os vasos sanguíneos e pode provocar lesões graves no coração, cérebro, rins, membros e outras grandes artérias do nosso corpo.

O diagnóstico infantil favorece o tratamento de hipertensão, principalmente em crianças. De acordo com a OMS, cerca de 23% da população apresenta hipertensão arterial sistêmica. Os dados da OMS apontam ainda que, “aproximadamente 5% da população com idade inferior a 18 anos apresenta hipertensão arterial e cerca de 2% a 13% das crianças possuem problemas de pressão na faixa de três anos”.

Relacionados

ÚLTIMAS POSTAGENS