Produtos sem procedência são apreendidos em barracas às margens da BR-101

A Vigilância Sanitária Municipal (VISA) realizou nesta terça-feira (09) uma operação às margens da rodovia BR-101, onde resultou na apreensão e inutilização de queijos, requeijão, linguiça entre outros produtos impróprios para o consumo humano.

A ação teve início em um restaurante, onde após receber denúncia do não cumprimento do protocolo “Regras da Vida”, onde foi contratado apenas a falta do distanciamento das mesas. A irregularidade foi corrigida após orientação dos fiscais. Posteriormente, a equipe se dirigiu a localidade de Ururaí, onde também todas as regras estavam sendo cumpridas.

- Advertisement -




Próximo ao Shopping Estrada, a equipe da Vigilância Sanitária vistoriou as barracas e diversos produtos como queijo, requeijão, linguiça, mel e cachaça sem procedência comprovada e alguns fora da data de validade foram apreendidos.

“Quando você tem um produto que não é inspecionado pelo órgão de fiscalização, seja ele federal, estadual ou municipal, você pode estar adquirindo doença. Você paga para ter doença e isso é algo que ninguém quer e a Vigilância tem a obrigação de não deixar que isso aconteça”, explicou a chefe da Vigilância Sanitária, Vera Cardoso de Melo.

De acordo com a Vigilância Sanitária, o proprietário da barraca recebeu um alto de apreensão e inutilização dos produtos, além de auto de infração por comercialização de produtos impróprios ao consumo humano e sem procedência legal.




MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.