Prefeitura de Macaé exonera servidor que participou de pagode durante quarentena

Um servidor da Prefeitura de Macaé (RJ), foi exonerado do cargo, no último domingo (3), após participar de um evento no bairro Aroiera. O pagode aconteceu no último sábado (2) e foi interrompido por agentes da Polícia Militar e do grupo de apoio operacional da Guarda Municipal (Gaop).

Eventos estão proibidos por decreto durante a pandemia do novo coronavírus por gerar aglomerações. O estabelecimento foi interditado e o proprietário intimado. A ocorrência foi registrada ainda na noite de sábado. A exoneração de Ennes da Silva Dias Neto, que ocupava o cargo de assessor administrativo da Secretaria Municipal Adjunta de Qualificação Profissional, foi publicada no site oficial da Prefeitura.

- Advertisement -




“O servidor da Prefeitura de Macaé Ennes da Silva Dias Neto foi exonerado, através da portaria número 316/2020, por participar de festa e descumprir decretos municipais que dispõem sobre a adoção de medidas preventivas para a contenção do coronavírus”, declara nota.

A interdição dos estabelecimentos que estiverem descumprindo decreto é determinada pela fiscalização de Posturas do município e conta com o apoio da Polícia Militar. O assessor exonerado se manifestou afirmando que era aniversário de um primo dele e apenas passou pelo local. Ennes afirmou, ainda, que a reunião não foi organizada por ele. O ex-assessor assumiu o erro de estar no local, mas frisou não ter nenhuma participação na realização do pagode.




- Participe -
- Anúncios -

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.