Prefeito de Arraial do Cabo é um dos alvos de operação que mira suspeitos de corrupção e fraudes em licitações

O prefeito de Arraial do Cabo, Renato Martins Vianna (Republicanos), é um dos alvos da Operação Porto Franco, da Polícai Civil e do Ministério Público do Rio, que acontece nesta quarta-feira. Os agentes visam a cumprir sete mandados de busca e apreensão contra integrantes de organização criminosa que atua na administração pública do município, localizado na Região dos Lagos.

Um dos mandados, que tinha como objetivo recolher documentos e aparelhos eletrônicos – como computadores, laptops e telefones celulares, foi cumprido na residência do prefeito. Outros alvos da ação foram o vereador Ayron Pinto Freixo; e os servidores João Carlos Costa de Mello, conhecido como Cacau; Carlos Roberto da Silva, conhecido como Pica-pau; e Adalberto Martiniano Alves Junior. Também foram cumpridos mandados na sede da prefeitura e na Câmara de Vereadores de Arraial.

- Advertisement -

Participaram da operação equipes da Subprocuradoria-Geral de Justiça de Assuntos Criminais e de Direitos Humanos (SUBCRIMINAL/MPRJ), do Grupo de Atribuição Originária Criminal da Procuradoria-Geral de Justiça (GAOCRIM/MPRJ) e da Coordenadoria de Investigação de Agentes com Foro (CIAF) da Polícia Civil. A operação contou com o apoio da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI/MPRJ).

Em nota, a Prefeitura de Arraial do Cabo informou que todos os setores “estão colaborando com as investigações e as denúncias serão esclarecidas pelo MP”:

“Sobre a operação que aconteceu na manhã desta quarta-feira (29), a Prefeitura de Arraial do Cabo informa que está à disposição do Ministério Público e da Polícia Civil para responder a qualquer questionamento sobre procedimentos administrativos.
A transparência é uma das marcas do governo municipal, disponibilizando informações na página da Prefeitura (www.arraial.rj.gov.br), além das transmissões, ao vivo, de todas as licitações e pregões, diretamente na página oficial da Secretaria de Compras e Licitações (www.facebook.com/comprasarraial).
Todos os setores da Prefeitura estão colaborando com as investigações e as denúncias serão esclarecidas pelo MP”.

- Participe -

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.