Foto: Prumo

O Porto do Açu recebeu hoje, 19, a visita de Magda Chambriard, diretora-geral da ANP. Acompanhada de Aurélio Amaral (diretor da ANP), Elói Fernandes (presidente da ONIP) e Raul Sanson (vice-presidente da Firjan), o grupo visitou os dois terminais do empreendimento.

A visita é um marco para o porto, que estará pronto para operar seu Terminal de Petróleo ainda no 1º semestre deste ano. “Já concluímos as obras e recebemos a maioria das licenças e autorizações necessárias para a operação do terminal de Petróleo. Autorizado a movimentar até 1,2 milhão de barris por dia e protegido por um quebra-mar, o terminal oferece uma operação segura, eficiente e garantida durante todo o ano. A presença deste grupo aqui hoje é uma chancela à importância deste terminal”, comenta José Magela, presidente da Prumo, empresa que desenvolve e opera o Porto do Açu.

Na visita ao Terminal de Petróleo (T-OIL), o grupo conheceu os berços para atracação dos navios e as salas de controle. O terminal, que está em processo de alfandegamento e obtenção da autorização do ISPS Code, já conta com todas as câmeras de segurança em funcionamento. O ISPS Code é uma norma internacional de segurança para controle de acessos e monitoramento, concedida pela Cesportos – Comissão Estadual de Segurança Pública nos Portos, Terminais e Vias Navegáveis.

O grupo também visitou o Terminal Multicargas (T-MULT), em operação desde setembro de 2015 com a movimentação de bauxita. O terminal também tem autorização para operar qualquer tipo de granéis sólidos e líquidos, além de contêineres, veículos e cargas de projeto. Representando uma nova alternativa de escoamento para o Sudeste brasileiro, o T-MULT está em fase final de alfandegamento e já conta com todas as licenças e autorizações aprovadas.

Operacional desde outubro de 2014, o Porto do Açu já recebeu cerca de R$ 10 bilhões em investimentos desde 2007, quando começou a ser desenvolvido.

Além de Magela, também participaram da visita Décio Oddone (Diretor de óleo e Gás do Porto do Açu) e Eduardo Xavier (diretor de Regulação e Sustentabilidade do empreendimento).

Fonte: Ascom – Prumo

aplicativo2322

COMPARTILHAR