Br

Por falta de garantia de segurança e funcionamento dos brinquedos e equipamentos, Cidade da Criança tem reabertura adiada

Prevista para reabrir nesta terça-feira (10), a Cidade da Criança Zilda Arns só poderá ter as suas atividades retomadas no dia 07 de fevereiro. É o que afirma o superintendente de Entretenimento e Lazer, Hélio Nahim.

Segundo ele, a intenção era de que o local fosse reaberto ao público nesta terça, mas que problemas estruturais foram encontrados ao longo da primeira semana de trabalho.

— É uma questão de respeito e zelo com os visitantes. Fizemos uma vistoria minuciosa e constatamos que não podemos abrir um espaço público já que não há garantia total de segurança e funcionamento pleno de brinquedos e equipamentos — disse Hélio.

O superintendente informou que a geodésica apresentada ao público em 23 de dezembro do ano passado está com 50% dos brinquedos sem funcionar. Além disso, dos 10 aparelhos de ar condicionado existentes, oito estão com defeito. E que há ainda problemas em todas as bombas da fonte, que já foram para manutenção. “Outros brinquedos também necessitam de manutenção, que já haviam inclusive sido solicitadas pelos funcionários do Parque e ignoradas pela gestão anterior”, afirmou Hélio Nahim.

A partir de fevereiro, a Cidade da Criança funcionará de terça-feira a domingo, das 14h às 21h. Crianças de até 12 anos, acompanhadas dos pais ou responsáveis, e idosos a partir de 60 anos, não pagam para entrar. Estudantes a partir de 13 anos, mediante documento de identificação, pagam meia-entrada, no valor de R$ 2,50. Já os adultos pagam R$ 5. Todos deverão retirar o ingresso na bilheteria.

Comente com o seu Facebook

To Top
error: Conteúdo protegido.