Polícia investiga se tatuador estuprou meninas de 13 e 15 anos em troca de tatuagem em Campos

Um advogado campista é suspeito de abusar sexualmente de duas meninas, uma de 13 e outra de 15 anos, em troca de que as duas fossem tatuadas por ele. O caso aconteceu no dia primeiro deste mês, porém, o pai de uma das vítimas só realizou a denúncia nesta quarta-feira (08), uma semana após o crime.

Segundo do autor da denúncia, o tatuador teria feito a proposta para as duas adolescentes via whatsapp. A partir daí, elas foram até o apartamento, que funcionava como estúdio de tatuagem, e tiveram relação com o tatuador, que após o crime teria pedido para que elas levassem mais amigas para ele. Tudo aconteceu no no bairro da Lapa.




Ao saber do abuso por uma amiga da filha, o pai esteve no apartamento do tatuador mas ele não foi encontrado no local. Foi ai então que ele decidiu realizar um boletim de ocorrência contra o tatuador.

O QUE DIZ A DEFESA
Segundo o advogado Glaidemir Resende, que representa a defesa do tatuador, tudo não passou de um mal entendido, já que o tatuador achava que as meninas tinham 15 e 16 anos.

- Anúncios -

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.