Banner-720x91_1.gif

‘Pistola’, Luís Roberto diz que é ‘inaceitável’ realizar Copa América no Brasil

-

Informe publicitário

O narrador Luís Roberto, do Grupo Globo, demonstrou irritação nesta segunda-feira (31) com a decisão do governo federal de aceitar a realização da Copa América no Brasil. Durante participação no programa Seleção SportTV, ele disse que é inaceitável aceitar a “porcaria” desse torneio em um país que está com a pandemia de Covid descontrolada.

“Um país que demorou nove meses para responder a carta a Pfizer [para comprar vacinas contra Covid] respondeu em dez minutos que vai fazer a Copa América. Abertura em Brasília, jogos em Natal, Pernambuco, final com público. Não é possível, é inaceitável”, disse irritado.

- Informe Publicitário -

O vídeo de Luís Roberto criticando a realização do torneio foi compartilhado nas redes sociais por famosos. A cantora Teresa Cristina retuitou o vídeo e disse: “Luís Roberto falando tudo o que é necessário saber sobre Copa América”. A cantora Zélia Duncan também concordou com o narrador e escreveu no Twitter: “Parabéns, Luís Roberto, precisamos de vozes indignadas”.

O jornalista Juca Kfouri disse nesta nesta segunda no Uol News que a realização da Copa América é “um tapa na cara das autoridades sanitárias do mundo” e que “Bolsonaro não é de caso impeachment, é de interdição”. Para o jornalista, os estados e as principais estrelas do futebol deveriam dizer não ao torneio.

“É mais uma demonstração de irresponsabilidade de um governo genocida. Nosso caso da pandemia é mais grave que o da Argentina e da Colômbia, mas nós abrimos a porta para cometer essa irresponsabilidade”, enfatizou.

O ex-jogador e apresentador da Band Neto criticou promotores, senadores, o presidente da república e governadores por permitirem a realização do torneio no Brasil. Segundo ele, não adianta dizer que não vai ter torcida porque vai gerar aglomeração no país que tem quase 500 mil mortes por Covid.

“Trazer a Copa América para o nosso país é o maior absurdo de todos os tempos. Se fosse em Orlando, Miami [nos Estados Unidos], lá 70% das pessoas já foram vacinadas. Mas vê se os americanos querem isso, não. Quem aceitou? O país tupiniquim que a gente não tem vacina, não temos insumo para fazer as vacinas”.

Fã de futebol, o cantor Marcelo D2 também demonstrou sua indignação com a realização do torneio no país em plena pandemia. Para o cantor, o presidente Jair Bolsonaro “aposta no caos, quer ver gente morrendo para continuar sua política de morte e alimentar o gado dele! Assassino”.

“Eu vejo o futuro: Brasil campeão da ‘Cepa” [variante do vírus] América depois de conseguir um resultado quase impossível de 6×0 em cima do Peru, em um jogo adiado para saber o resultado da Argentina”, escreveu.

A atriz Deborah Secco postou no Twitter que “era só o que faltava agora ter Copa América no Brasil”. Ela retuitou o comentário de uma seguidora sobre o absurdo de terem demorado dois meses para responder a Pfizer, uma das fabricantes da vacina contra Covid, e em menos de 24 horas aceitarem um torneio de futebol no Brasil. A atriz ironizou a decisão do governo: “renovaram o antivírus” e “prioridades”.

- Informe Publicitário -

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Informe Publicitário -

MAIS LIDAS

Leia tambémRELACIONADAS
Destaques