Blogs

Ostenta Lamparão

A crise financeira que assola o Brasil serviu pra mostrar quem era rico e quem se achava rico. Se você quiser saber se uma pessoa é rica de verdade, basta analisar se o dinheiro dela faz mais dinheiro, ou seja, se ela parar de trabalhar, poderá viver da renda dos juros do banco ou de alugueis. O rico de verdade não precisa correr atras pra pagar conta, ele não se preocupa se no fim do mês vai ter dinheiro pra pagar a empregada.

Em Campos, não podia ser diferente, numa cidade onde morar na Pelinca é status e viajar pra região dos lagos com o nome no Serasa faz parte da rotina dos lamparões da ostentação. Não, eu não estou sendo preconceituoso e não estou com inveja de quem tem dinheiro. Você pode ganhar 2 mil reais por mês, gastar 500, guardar 1500, viver como mendigo, sem luxo, economizando em tudo e ter uma conta recheada de reservas, ou você pode ganhar os mesmos 2 mil, ter uma fatura do cartão de mil, e gastar o restante antes do fim do mês, porem saindo, se divertindo, comprando seus iphones, enfim, é questão de escolha. Não estou julgando como cada um vive. Estou julgando a hipocrisia que existe. Aqui tem muito rico sim, gente que não precisa nem trabalhar, que realmente tem dinheiro, e são esses que as vezes nem ostentam ou nem aparecem na Folha 2, porem tem uns cabruncos, que vou te contar…. Vamos aos exemplos.

Fulaninho ganhou muito dinheiro no seu ramo de negócios, e o que ganhava reinvestia no próprio negócio, guardava pouco, pegava muitos empréstimos pra investir mais e comprava tudo financiado, tanto aquela casa lampareta no condomínio fechado, como aquele carro importado no nome os parentes. A crise veio, ele começou a ficar com nome sujo na praça, atrasar os empréstimos no banco, mas continua indo pra búzios todo fim de semana, postando foto no @insta como se sua vida financeira estivesse incrível.

Ciclaninho viu sua loja vendendo bem no shopping, achou que ia ficar milionário e abriu mais lojas, e mais lojas, ate que veio a crise e a única coisa que ele tinha eram lojas e contas atrasadas pra pagar, mas seu nome não faltava nas colunas sociais.

Entendeu, cabrunco? Você pode ostentar como quiser, de Evoque na Pelinca, gastando com força no combo de absolut, desde que aquilo não seja uma farsa, e nem estou falando de internet. Sim, os posts das redes sociais dessas figuras são pura ilusão, mas o impressionante é que na vida real eles também fingem que não estão passando por crise, continuam torrando tudo, sem limites.

E eu? Eu sou pobre que nem todo mundo, tenho minhas dívidas e minhas contas, tenho meus luxos (netflix, sky, iPhones parcelados, etc), mas não vivo no conto de fadas campista.

Este foi o primeiro post do Campista Polemico aqui no CLICKCAMPOS, onde tentarei postar semanalmente, sem pressão, mas também posso postar mais de uma vez, ne, dependendo da criatividade kkkkk Valeu cabruncada…

Segue @campistapolemico no Facebook e no Instagram.
Site: http://campistapolemico.com
Meu face: fb.com/douguod (Douglas Castro)
Contato: [email protected]

E pra fechar, o funk do MC KIKO (que por acaso, sou eu também) que inspirou este texto.

 

Comente com o seu Facebook

To Top
error: Conteúdo protegido.