fbpx

#SigaOCLICK

BLOG DO GUSTAVO MATHEUS

Opinião, artigos e bastidores da política

Os 200 dias de Wladimir Garotinho

Acompanhando os 100 primeiros dias de Wladimir Garotinho a frente da Prefeitura vi, com certo preconceito de quem sempre fez oposição, admito, mais erros que acertos. Mas, hoje, olhando com a frieza de quem acompanha de fora da redoma e das influências alimentadas pelo metiê político local, após mais de 200 dias, tenho outro diagnóstico.

Wladimir não é nenhuma unanimidade, aliás ninguém é, foi ou jamais será. Dito isso, o seu governo caminha bem. Evoluiu em vários segmentos, sobretudo quando analisamos as receitas e despesas atuais da máquina pública. Essa folha de pagamento do Executivo Goitacá espanta o mais preparado e vivido dos CEO’s.

O herdeiro dos Garotinhos não é nenhuma Brastemp, mas atende. A Prefeitura passa, ao menos, uma sensação de existência e presença, ainda que com vários fatores a serem corrigidos. E para os padrões de comparação, por exemplo, ele vai muito bem aos olhos da população.

“Não é nenhuma Rosinha ou Garotinho, mas é muito melhor que Rafael”, disse um amigo que trabalha na Vital. Mas é claro que a comparação com o governo da sua mãe, ex-prefeita Rosinha, não é justa. O momento era outro. Campos, desde 2015 aproximadamente, vive outra realidade.

Wladimir pode até não ser a Brastemp que todos sonhávamos. Mas para quem usava até pouco um isoporzinho furado, é uma evolução mais que honesta.

Posso estar equivocado, mas de 0 a 10, é um governo nota 6. Nada exemplar, mas o suficiente para, por enquanto, passar de ano. Mas aguardemos, pois ainda há muito por vir.

Relacionados

ÚLTIMAS POSTAGENS