Campos

Oposição e população dizem não à “penhora” dos imóveis e Rosinha recua

Após muitas discussões, brigas e confusões na Câmara Municipal de Campos, a prefeita Rosinha Garotinho pediu para que a Câmara Municipal devolvesse o projeto de lei para o gabinete da prefeita e não votasse o projeto que gerou revolta em toda a população campista.

A sessão foi muito tumultuada – Talvez a mais tumultuada da história da Câmara de Campos – onde em alguns momentos houve até troca de empurrões entre vereadores, vereador desligando os disjuntores da casa e deixando o presidente Edson Batista falando sem microfone, sem luz e sem ter como registrar nos computadores. A sessão ainda teve invasão de tribuna, Guarda Municipal descumprindo ordem do presidente Edson Batista e não tirando nenhuma pessoa do plenário.

No final, após mais de 5 horas desde o horário inicial marcado, o vereador da base governista, Thiago Virgílio, voltou ao plenário e leu uma nota enviada pela prefeita Rosinha Garotinho, garantindo que o projeto não será votado.

“PENHORA DOS BENS É CULPA DA IMPRENSA”
Em nota, a prefeita Rosinha Garotinho afirmou que  não existe penhora, não existe dívida e que quem insinua isso é a imprensa que quer denegrir o seu final melancólico de governo.

Vídeos com os acontecimentos:

Comente com o seu Facebook

To Top
error: Conteúdo protegido.