Operação da PF mira funcionários do Bradesco envolvidos em lavagem de dinheiro com Cabral

A Polícia Federal faz, nesta terça-feira, uma operação contra a lavagem de dinheiro dentro do sistema bancário. Os agentes estão nas ruas desde as primeiras horas da manhã para cumprir três mandados de prisão e outros de busca e apreensão. Dois dos três alvos da ação, que é um desdobramento da “Operação Câmbio, Desligo”, são funcionários do Bradesco.
Um deles, Tânia Maria Aragão Fonseca, foi encontrada em casa, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. Além dela, outro funcionário do banco foi preso além de um operador financeiro da quadrilha: Júlio César Pinto de Andrade e Robson Luiz Cunha Silva.
As prisões foram determinadas pelo juiz Marcelo Bretas, responsável pela Lava Jato no Rio. Os três foram levados para a sede da Polícia Federal, na Zona Portuária
A CÂMBIO, DESLIGO
A “Operação Câmbio, Desligo” é um desdobramento da Lava Jato e foi deflagrada em maio do ano passado e prendeu 30 pessoas em quatro estados. A ação investiga uma rede doleiros que lava dinheiro para diversas organizações criminosas. Dentre elas, uma liderada pelo ex-governador Sérgio Cabral e Dario Masser. Masser é apontado como o “doleiro dos doleiros”..
- Anúncios -

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.