Campos

“O Porteiro” abre programação de 50 anos do Teatro de Bolso

A comemoração pelos 50 anos do Teatro de Bolso Procópio Ferreira começou nessa sexta-feira (6) com a produção carioca “O Porteiro”. O espetáculo será reapresentado neste sábado (7) e domingo (8), às 20h. Os ingressos podem ser adquiridos uma hora antes dos espetáculos na bilheteria por R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia). A celebração das Bodas de Ouro do TB segue por todo o mês de abril.

Escrita e dirigida por Paulo Fontenelle e com Alexandre Lino dando vida ao porteiro, a peça foi sucesso por capitais como Rio, São Paulo e Curitiba. A interação do público é um dos destaques da peça que retrata uma reunião de condomínio, onde o síndico faltou. O porteiro assume a missão de guiar a resolução dos conflitos e os condôminos são a própria plateia, que interage, brinca e se diverte. Alexandre Lino ressalta que a peça explora um “o humor que acolhe ao invés de ofender”.

— A coleta de entrevistas antes da produção do texto passou a ser a tônica do trabalho que eu tenho feito. Isso traz uma identificação muito grande do público. Eu e o diretor Paulo Fontenelle fomos à campo e entrevistamos vários porteiros para que a peça fosse montada em cima destes relatos. Há momentos em que as falas são 100% reais. Esta é uma peça muito bem-humorada e tem esse humor que não ofende, não agride, apenas acolhe — comentou o ator.

O Teatro de Bolso chega aos 50 anos no próximo dia 13. Reaberto no último ano pelo Prefeito Rafael Diniz, chegou a ficar fechado por quase três. A comemoração de portas abertas é retrato da devolução da casa para o artista. Alexandre Lino relata que se sente honrado em fazer parte desta festa, já que a cidade de Campos acolheu sua arte em diversas fases.

— Há quase 20 anos, viemos para Campos com o espetáculo “Patativa do Assaré”. No Festival realizado no Teatro de Bolso, fui indicado como melhor ator e a peça ganhou alguns prêmios. Foi muito bacana para nós e voltamos várias vezes com esta peça a Campos. Criei uma relação muito afetuosa com a cidade porque, artisticamente, ela me acolheu muito. Também estive no Trianon com outras peças e na praia do Farol. É uma honra participar deste momento de comemoração — contou Lino.

Comente com o seu Facebook
“O Porteiro” abre programação de 50 anos do Teatro de Bolso
To Top
error: Conteúdo protegido.