O curioso caso de Abdu Neme

Em entrevista no último domingo (30) ao Jornal Terceira Via, o secretário de Saúde de Campos, Dr. Abdu Neme, deu uma declaração um tanto quanto confusa. Ao ser perguntado sobre o porque o Hospital Alvaro Alvim receberá uma verba de R$ 2 milhões da Secretaria Estadual de Saúde, e não o Hospital Dr. Beda, Abdu declarou que estava na briga para incluir o Hospital Dr. Beda na lista dos recebedores da verba estadual para hospitais que atendem pacientes oncológicos.

No entanto, a declaração de Abdu mostra aparentemente um certo desconhecimento da causa. Acontece que existe uma portaria publicada no Diário Oficial do estado, número 1748/2018, onde fica explicitamente claro que o destino da verba mensal é para unidades de assistência de alta complexidade em oncologia que possuem perfil assistencial ou filantrópico, o que não é o caso da instituição citada.




No dia 17 de outubro de 2018, o Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro (DOERJ) também atestou o Hospital Escola Alvaro Alvim como o único hospital caracterizado dentro dos padrões de UNACON na cidade.

Além disso, há uma portaria federal de 2001, onde deixa claro que o recurso será destinado apenas para hospitais filantrópicos, afim de evitar qualquer irregularidade. Por coincidência, a insistência do Dr. Abdu em não medir esforços para passar por cima de uma portaria, acontece justamente com o principal hospital de um grupo onde o ClickCampos noticiou em primeira mão que recebeu o “perdão” de uma dívida milionária com a prefeitura de Campos.

ARTIGO DO MINISTÉRIO DA SAÚDE> http://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/44436-mais-de-600-entidades-filantropicas-recebem-certificado-de-assistencia-social-no-sus

 

 

- Anúncios -

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.