fbpx

Vacinação contra HPV é ampliada para homens imunossuprimidos de até 45 anos em Campos

Publicado dia

Seguindo nota técnica do Ministério da Saúde, emitida em 22 de junho deste ano, a Secretaria Municipal de Saúde ampliou a vacinação contra o Papiloma Vírus Humano (HPV) para homens na faixa etária de 45 anos, 11 meses e 29 dias com imunossupressão. Para as mulheres imunossuprimidas, com a mesma faixa etária, a vacina passou a ser disponibilizada em março do ano passado.

O assessor técnico de Imunização da secretaria de Saúde, Leonardo Cordeiro, explicou que, até então, a vacina contra o HPV era disponibilizada apenas para homens imunossuprimidos com idade de até 26 anos. Os imunossuprimidos são aqueles acometidos por HIV/Aids, transplantados de órgãos sólidos ou medula óssea e pacientes oncológicos.

- Continua após a propaganda -

Em Campos, esses pacientes são atendidos no Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais (Crie), que funciona na secretaria de Saúde, das 8h às 17h. O vírus HPV é a principal causa do câncer do colo de útero, o terceiro tipo mais frequente entre as mulheres. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a estimativa é que haja entre 9 a 10 milhões de infectados por esse vírus no Brasil e que a cada ano surjam 700 mil novos casos da infecção no país.

Para receber a vacina no Crie, a pessoa precisa apresentar um laudo médico comprovando a doença, além de um documento de identificação, comprovante de residência e o cartão de vacina. São, ao todo, três doses em intervalos de dois meses, entre a primeira e a segunda, e a terceira dose seis meses após a primeira aplicação.

Campos foi o primeiro município de porte médio brasileiro a disponibilizar, gratuitamente, a partir de outubro de 2010, no governo da ex-prefeita Rosinha Garotinho, a vacina contra o HPV para meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos de idade com esquema de duas doses, num intervalo de seis meses. O pioneirismo levou o município a aplicar mais de 100 mil doses do imunizante entre 2010 a 2016.

Para esse público alvo, a vacina é ofertada nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e integra o calendário de rotina. Em maio deste ano, a Prefeitura, por meio da secretaria de Saúde e Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct), retomou a aplicação da vacina contra o HPV nas escolas da rede municipal de ensino.

Últimas notícias

Leia também