“Ninguém vive dessa forma”, diz Bolsonaro sobre prorrogar auxílio emergencial

Em declaração feita nesta terça-feira (1), em Foz do Iguaçu, município paranaense na divisa com Cidade do Leste, no Paraguai, o presidente Jair Bolsonaro voltou a negar a ideia de prorrogar o auxílio emergencial.

O benefício, atualmente no valor R$ 300, é pago pelo governo para aliviar os impactos da pandemia sobre o orçamento familiar e termina em 31 de dezembro.

- Advertisement -

“Nada mais dignifica o homem do que trabalho, é o que nós precisamos. Temos internamente os nossos problemas, ajudamos o povo do Brasil com alguns projetos, por ocasião da pandemia. Você [Benítez] fez o mesmo no Paraguai, aqui do lado. Alguns querem perpetuar tais benefícios, ninguém vive dessa forma, é o caminho certo para o insucesso”, disse Bolsonaro no evento, que contou com a presença do presidente paraguaio, Mario Abdo Benítez.

O evento teve registros de aglomerações e a maioria das autoridades presentes, incluindo Bolsonaro e o governador da Paraná, Ratinho Jr. (PSD), não usava máscaras de proteção.

 




MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.