O laudo da necropsia realizada no corpo de Rian Brito, neto do humorista Chico Anysio, apontou que a morte do rapaz, que tinha 25 anos, se deu em decorrência de asfixia por afogamento, informou a Polícia Civil na noite desta quinta-feira (3).

O corpo, encontrado pela manhã na areia da Praia de Flecheiras, no Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba, em Quissamã., no Norte Fluminense, estava em estado avançado de decomposição. Segundo a polícia, a identificação só foi possível por meio de papiloscopia – exame que analisa as impressões digitais.

Uma força-tarefa havia sido montada para localizar Rian, que desapareceu no dia 23 de janeiro. Na segunda-feira (29), roupas e documentos do jovem foram achados na Praia do Paulista, também na restinga.

A atriz Maria Maya, que é prima de Rian, lamentou com uma grande tarja preta escrita a palavra “luto”.

Em um post no Facebook nesta quinta, a mãe de Rian lamentou a perda do filho e reclamou de boatos sobre as circunstâncias da morte.

Ao jornal “O Globo”, o ator Marcos Palmeira, primo de Nizo Neto, pai de Rian, disse que a família está abalada. “Não posso falar mais nada antes de sair o resultado da perícia. Meu primo está despedaçado”, disse.

Comente com o seu Facebook