Narrador que chamou atleta de ‘crioulinho’ se desculpa

O narrador Haroldo de Souza, da Rádio Grenal, pediu desculpa após utilizar termos racistas para identificar o meia-atacante Lucas Braga, do Santos, durante o duelo da equipe paulista contra o Grêmio, disputado ontem pelo Campeonato Brasileiro e que acabou em 3 a 3.

Ele afirmou que “não houve intenção” de prejudicar o jogador e citou referências negras na família em um texto enviado ao UOL Esporte.

- Advertisement -




“Sou filho de negro-nego Benê. Sou casado com uma mulher da raça negra. Fui criado em meio aos negros. Criei uma escola de samba com todos integrantes negros, só dois brancos e um sarará”, iniciou Haroldo.

“Narrando futebol há 58 anos, muitas vezes disse: ‘Quem é aquele neguinho lá na ponta’?, ‘quem é aquele alemão ali no meio’?, ‘e esse polaco aí, quem é’?. Peço desculpas se minha fala ofendeu alguém, mas estejam certos que não houve intenção de racismo e que minha vida pessoal e profissional são pautadas pelo respeito a toda sociedade, aos jogadores e torcedores que fazem desse esporte um grande espetáculo”, prosseguiu o funcionário da rádio Grenal.

Por fim, Haroldo reiterou o pedido de desculpas “aos ouvintes que sempre nos acompanham e nos brindam com a sua audiência.”

ENTENDA O CASO

Lucas Braga foi alvo de termos racistas por parte do narrador, que ao se referir ao jogador, perguntou o nome “daquele crioulinho que está lá na ponta esquerda do time do Santos?”.

Ao ser informado do nome, Haroldo insistiu em usar termos racistas. “É um moreno, né? Um cidadão de cor, numa boa”, disse.

O clube paulista, por meio de uma nota oficial, disse não “apenas lamentar ou repudiar os termos racistas utilizados pelo narrador Haroldo de Souza, da Rádio Grenal” e que “não cabem mais lamentos ou notas de repúdio sobre racismo em pleno 2021. Cabe ação e mobilização”. O Santos comunicou ainda que vai tomar “medidas cabíveis.

A Rádio Grenal, por sua vez, emitiu uma nota declarando que “não compactua com qualquer tipo de atitude discriminatória a quem quer que seja.”

Por fim, a ACEG (Associação Dos Cronistas Esportivos Gaúchos) condenou “veementemente o episódio lamentável ocorrido na transmissão da partida entre Grêmio e Santos pela Rádio Grenal”.




MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.