Na contramão do país, Rafael Diniz retira Campos da lista de inadimplentes

A prática da política econômica é uma necessidade de todo o país. Porém, essa pauta não é tratada como merece, é ignorada por muitos gestores por diversos motivos, fazendo emergir o velho dispositivo “pra inglês ver”, onerando os cofres públicos e, por fim, colocando em xeque o futuro das contas públicas.

Felizmente a realidade campista caminha na contramão. Ontem, o TJ solicitou que Campos fosse retirada da lista de inadimplentes do governo federal, uma conquista que dependeu de dois anos e meio, com a caneta e calculadora na mão, fazendo conta atrás de conta.

É preciso olhar com mais carinho para um segmento tão importante e pouco valorizado pela sociedade. Geralmente são exigidos resultados imediatistas, mas é desprezado o caminho da responsabilidade econômica para se chegar até lá, criando uma invisibilidade quando se está fazendo a coisa certa.

Seja em um empreendimento, em um condomínio, ou até mesmo em uma residência, não é possível avançar sem ter as contas balanceadas.

Portanto, mais um gol de placa, que merece vários replays, dentro da nossa cidade e, ainda, em todo o Brasil.

- Anúncios -

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido.