Com os salários atrasados há quase três meses, motoristas de ambulâncias da empresa Prime – que presta serviços à Prefeitura de Campos – ameaçam parar as atividades já na próxima segunda-feira (1º/02), caso o pagamento não seja efetuado até esta sexta (29/01). Além dos salários, os servidores estão sem receber o vale refeição há cerca de seis meses.

Um funcionário, que preferiu não se identificar, contou que no município são em torno de 250 motoristas, sendo quatro em cada Unidade Básica de Saúde (UBS). Ele também disse que os salários em atraso são referentes aos meses de novembro, dezembro e janeiro, que vence no próximo dia 05. Há casos ainda de motoristas, que já tiraram férias, mas não receberam.

“Já são R$ 3.600 de salário e R$ 1.180 de vale que temos de receber e até agora nada. Há previsão de que eles (empresa) efetuem o pagamento amanhã (sexta-feira), caso contrário poderá haver greve sim”, ressaltou o funcionário informando que só na Praia do Farol de São Tomé, único balneário campista, são 16 motoristas.

Outro servidor, que também não quis se identificar, contou que já teve de viajar com pacientes para o Rio de Janeiro e Itaperuna (Noroeste Fluminense) por quatro meses sem receber um centavo. “Em todas as vezes o combinado era de receber no ato da viagem, mas nunca acontecia”, denunciou.

O Site Ururau tentou, por telefone, contato com a Prime, sendo informado num primeiro momento que o diretor administrativo da empresa, identificado apenas como Junior, estaria tentando viabilizar recursos para efetuar o pagamento dos funcionários. Mais tarde, o Ururau tentou novo contato com o mesmo, mas ninguém atendeu as ligações.

Comente com o seu Facebook