BLOG DO FABRICIO NASCIMENTO

Opinião, artigos e bastidores da política
ClickCampos.com/Fabricio

Moradores fazem protesto contra execução de ordem de despejo em Campos

Sete famílias que residem em um imóvel na área central do município, na Avenida Tenente Coronel Cardoso, receberam ordem de despejo na última semana por conta de uma ação da Santa Casa de Misericórdia que se arrastava na justiça há cerca de 20 anos. Segundo o relato de uma moradora, que iremos preservar a identidade, oficiais de justiça estiveram no local na última semana e deram o prazo para que até a próxima segunda-feira, todos os moradores saiam do local.

— Moramos aqui há quase 40 anos. Agora sem nenhum comunicado prévio, somos surpreendidos por oficiais de justiça que nos dão ordem de despejo por conta de um processo envolvendo a Santa Casa de Campos. Em plena pandemia, com moradores desempregados, com pessoas debilitadas de saúde, a Santa Casa de Campos tenta tirar o teto de trabalhadores. Diferente do que dizem, não somos invasores. Estamos aqui há décadas e nunca houve diálogo com a gente -, disse.

- Advertisement -




O QUE DIZ A INSTITUIÇÃO
A Santa Casa de Misericórdia de Campos emitiu uma nota em suas redes sociais, onde afirma que o imóvel seria uma doação para a Instituição, e que em um momento de crise financeira como o atual, ajudaria a manter o atendimento da instituição.

“Tradicionalmente, pessoas doam bens à Santa Casa a fim de servir como um recurso emergencial em casos de extrema dificuldade financeira, como a que temos vivido. Por isso, é obrigação da Santa Casa preservar esses bens e fazer com que o intuito deles seja cumprido”, informa a instituição.

No entanto, chama a atenção quando a nota fala sobre a ordem de despejo. Com pouca sensibilidade, a Santa Casa lava as mãos com relação aos moradores que ali estão. “Apesar de entender que o Brasil passa por uma grave crise habitacional, sabemos que esse tema deve ser discutido e solucionado pelos nossos governantes nos âmbitos municipal, estadual e federal, e que é direito e dever da Santa Casa cuidar do seu patrimônio e fazer com que ele efetivamente trabalhe para que cada vez mais a gente faça com excelência o que nos prestamos a fazer, que é cuidar da vida das pessoas”.

Fato é que até segunda ordem, moradores terão de se retirar do local até a próxima segunda-feira, conforme consta na notificação judicial.





Relacionados

ÚLTIMAS POSTAGENS

error: Conteúdo protegido.