Foto: Silvana Rust

Na manhã desta terça-feira(1), dezenas de mães estiveram na Câmara Municipal de Campos, para realizarem um ato de protesto para reivindicar reivindicar o direito de receber gratuitamente o alimento pela prefeitura. Segundo denúncias das mães, há dois meses a Prefeitura não está fornecendo o leite, que cada lata custa em média R$ 210.

Segundo as mães, algumas em atos de desespero realizaram campanhas em redes sociais e conseguiram algumas latas que eram necessárias. Mas não o necessário para dar vasão a necessidade de 150 crianças que necessitam do serviço.

DURANTE A SESSÃO

O vereador Marcão falou no plenário da Câmara que a prefeitura pega R$ 600 milhões de empréstimo, mas não consegue comprar leites para as crianças que necessitam. “Para que esse empréstimo então? Para onde foi esse dinheiro?”, questionou. Quem também questionou as finanças da Prefeitura Municipal, foi o Vereador Nildo Cardoso, que usou como exemplo duas festas que foram organizadas nos distritos de Santa Maria e Santo Eduardo. Segundo o Vereador, um evento organizado por iniciativa privada teve um gasto de R$ 10.800, já o evento realizado pela Prefeitura, não teve valor divulgado.

Quem também questionou os gastos e as prioridades da Prefeitura, foi o Vereador Rafael Diniz, que destacou que a Prefeitura gastou cerca de R$ 100 milhões na construção de um sambódromo, e não da estrutura para que os sambista possam fazer o tradicional carnaval campista.

Comente com o seu Facebook
COMPARTILHAR