BLOG DO FABRICIO NASCIMENTO

Opinião, artigos e bastidores da política
ClickCampos.com/Fabricio

Lélis Teixeira afirma ter repassado R$ 4,3 milhões para Garotinho

Em delação premiada já homologada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), o ex-presidente da Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Rio, Lélis Marcus Teixeira afirmou que pelo menos 30 autoridades fluminenses concederam benefícios fiscais e tarifários ao setor em troca de pagamentos sistemáticos de propina e de doações irregulares para financiar campanhas eleitorais. Segundo ele, houve iniciativas para influenciar no formato de licitações de linhas de ônibus e barrar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Câmara Municipal. O esquema, que envolveu repasses de mais de R$ 120 milhões em dez anos, impactou o bolso dos usuários de ônibus.

Lélis contou que o ex-governador Anthony Garotinho, o prefeito Marcelo Crivella e o ex-prefeito Eduardo Paes teriam recebido recursos para suas campanhas por meio de caixa dois. O total repassado a Garotinho teria chegado a R$ 4,3 milhões nas campanhas a deputado (2010) e a governador (2014).




O QUE DIZ A DEFESA
A defesa de Anthony Garotinho afirma que, logo que o ex-governador assumiu o governo do estado, em 1999, ele determinou a redução das passagens de ônibus na Região Metropolitana do Rio de Janeiro com base em estudos técnicos. O que faz com que a delação, segundo a defesa, não tenha sentido.

Relacionados

ÚLTIMAS POSTAGENS

error: Conteúdo protegido.